Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Doenças > Úlcera Péptica

Úlcera Péptica

O que é Úlcera péptica?

Essa doença caracteriza-se por uma lesão que se localiza no esôfago e com a mucosa da parede do órgão, afeta os vasos sanguíneos. A úlcera causa uma ferida e pode ser localizada em diversas partes do organismo.

A úlcera péptica é conhecida também como úlcera gástrica, que acontece no estômago, mas pode se desenvolver em outras regiões do corpo, como duodeno, esôfago e no estômago, onde geralmente se desenvolve com mais facilidade e é conhecida como úlcera gástrica.

A doença também pode ser dividida em três tipos, são eles tipo I, II e II. Boa parte dos casos se referem a doença do tipo I, são 57% dos casos.

O tipo II acontece também na região gástrica e pode acontecer em paralelo com a úlcera duodenal.

Já para os casos de úlceras do tipo III, se desenvolvem em até dois centímetros entre o estômago e o duodeno.

úlceras gastricas

 

Como se adquire

A doença pode se desenvolver por diversos motivos, como uma predisposição genética, neste caso é bom verificar no histórico familiar o aparecimento de úlceras pépticas.

Além de condições genéticas, a doença pode acontecer por conta de uma bactéria, chamada de Helicobacter pylori, que atinge a parede estomacal do paciente.

O uso constante de anti-inflamatórios pode resultar no aparecimento de úlceras, junto com o estresse, que pode estimular o desenvolvimento da doença, que ataca o revestimento do estômago e causa os sintomas, resultando na doença de úlcera péptica ao paciente.

 

Sintomas

O principal sintoma da doença é a dor, que causa também hemorragias constantes na região intestinal.

A sensação de queimação estomacal é outro sinal da doença, que incomoda o paciente e o deixa com acessos de irritações.

Se o paciente estiver sem se alimentar direito os sintomas podem piorar, pois a falta de alimentos contribuem com ácidos, que provocam irritações na ferida, que é a úlcera.

Durante a noite, o paciente pode acordar com sensação de dores.

Outros sintomas que podem despertar sinais da doença são vômitos de sangue e fezes escurecidas, que possam indicar a presença de sangue.

 

Diagnóstico

Com base no histórico de reclamações do paciente, junto com a realização de uma endoscopia digestiva ou um raio-X  já é possível identificar a doença.

Exames como a realização de uma biópsia são ações complementares que podem ser necessárias, de acordo com cada caso. Com o resultado da biópsia é possível identificar o nível de inflamação da doença e também se é benigna ou maligna, pois algumas úlceras são provenientes do câncer.

 

Como é feito o tratamento

Com o resultado de exames e a constatação da doença é necessário partir para o tratamento do problema.

Alguns medicamentos devem ser indicados pelo médico para que o paciente possa sentir a diminuição dos sintomas.

Nem todo medicamento que serve para uma pessoa pode ser eficiente para outra, portanto, é essencial que haja a instrução de um médico, para a eficácia do resultado.

Em alguns casos pode ser que haja a necessidade de tratamento cirúrgico, que é o último recurso para o tratamento da doença, caso as tentativas com uso de medicamentos não seja eficaz.

A doença pode ser prejudicada, caso o paciente passe por acessos de estresse, ansiedade e cansaço.

Durante o tratamento é importante que o paciente evite esses acessos, pois podem prejudicar o paciente em fase de tratamento.

ulcera peptica

 

Como prevenir

Durante as crises de úlcera é muito importante que o paciente não fume. Também diminua a quantidade na hora de fazer uma refeição e coma alimentos mais leves, essas ações ajudam a diminuir as dores e queimação.

Café e bebida alcoólica devem ser evitados, pois produzem ácido, que irritam a úlcera e desenvolvem os sintomas de dor e queimação.

Evitar a doença consiste em modificações no estilo de vida do paciente.

Começar uma dieta com alimentos saudáveis e leves e se alimentar em intervalos regulares é uma das ações preventivas da doença.

Bebidas como café, frutas ácidas, alimentos gordurosos e frituras, bebidas alcoólicas e café também deve ser evitados, pois agridem a região estomacal, causando os sintomas de desconforto e mal estar.

No dia a dia, alimentos com pouco açúcar devem ser adotados, pois o doce aumenta o ácido no estômago e causa a úlcera.

A temperatura dos alimentos também deve ser observada. Comidas muito quentes provocam irritação. Faça a ingestão dos alimentos em temperatura média.

A mastigação também faz parte do processo de prevenção da doença. Comer devagar e mastigar bem ajuda o estômago a executar com facilidade as suas funções.

A prática de exercícios físicos também são métodos auxiliares para prevenir a doença. É importante que os exercícios sejam executados de acordo com as condições físicas de cada um. Por isso, antes de começar por conta própria a praticar exercícios, consulte um profissional, que vai avaliar as condições físicas e indicar o tipo de rotina ideal para cada paciente.

TEMOS MAIS ARTIGOS PARA VOCÊ:

2 comentários em “Úlcera Péptica

  1. Tenho um caso na minha familia e minha sobrinha e o cabelo dela ta caindo muito e ela perdeu 22 kg em 8 meses estamos aflitos sera que ja e cancer pelo amor de Deus nos sjude

  2. agradeco pelo esclarecimento que eu precisava estao todos de parabens.hoje nao tem mais nada que os site nao saiba informar e mal sabemos que atras tem toda uma estrutura para nos manter informados!!! MAIS UMA VEZ O MEU MUITO OBRIGADO!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>