Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Exames/Procedimentos > TONOMETRIA / Tonoscopia | Exame pressão ocular…

TONOMETRIA / Tonoscopia | Exame pressão ocular…

Exame Tonometria

Exame oftalmológico que deve ser realizado com certa frequência para prevenir complicações na visão. Durante o procedimento a pressão intra-ocular é medida e, entre outras coisas, pode-se diagnosticar casos de glaucoma. Neste artigo vamos falar um pouco a respeito da tonometria considerando os seguintes tópicos:

 

  • O que é tonometria;
  • Quando é indicado;
  • Como é o procedimento;
  • Quais são os preparativos;
  • O que ocorre após o exame.

 

O que é tonometria?

A tonometria é um exame oftalmológico que possui o intuito de medir a pressão intraocular. Deve ser realizado periodicamente para o acompanhamento e para o diagnóstico prévio de complicações da visão.

A pressão intraocular é uma espécie de fluído que fica entre a íris e a córnea. Ela é também a medida da pressão interior nos olhos. Esta necessita estar sempre em níveis normais, pois quando, por exemplo, está elevada, as células nervosas dos olhos podem ser comprimidas a ponto de perderem as funções e causar cegueira.

Medir a pressão dos olhos é, portanto, extremamente importante. O glaucoma é a principal complicação médica possível de diagnóstico através de uma tonometria. Esta doença provoca lesões sérias no nervo ótico e caso não seja tratada pode deixar a pessoa cega.

tonoscopia

 

Quando é indicado?

É um exame de rotina que é indicado, principalmente, para pessoas que já tenham idade mais avançada. Através dele é possível se monitorar a pressão intraocular e, com isto, diagnosticar doenças da visão, com o glaucoma.

Pacientes com suspeita de glaucoma e com histórico familiar de doenças oculares são indicados à realização da tonometria. Pessoas em tratamento de doenças oculares diversas também costumam ser submetidas ao procedimento.

Sangramento ocular é outro dos fatores que levam à realização da tonometria. Pessoas negras e com idade superior aos 40 anos estão mais predispostas a desenvolver complicações oculares, portanto, este deve ser um exame de rotina.

 

Como é o procedimento?

A tonometria pode ser realizada de algumas formas diferentes e utilizando-se diversos tipos de tonômetros. É um exame rápido e simples com duração média de cerca de 2 minutos, considerando a análise dos dois olhos.

Antes do procedimento os olhos são corados com colírios e anestesiados. Não é gerado qualquer tipo de dor no paciente. Entretanto, quando o procedimento é realizado de uma forma específica em que não há contato, certa pressão nos olhos pode ser sentida.

Através do tonômetro a pressão intraocular é medida. Geralmente, os valores considerados normais ficam por volta de 10 a 20mmHg. Valores acima ou abaixo destes níveis podem ser sinônimos de complicação. Por isto, ao término do exame pode haver necessidade de se dar início a algum tipo de tratamento. Casos de glaucoma em que o tratamento é iniciado rapidamente costuma dar resultados favoráveis.

 

Quais são os preparativos?

tonoscopiaNão são necessários muitos preparativos. Pode-se continuar tomando como de costume os medicamentos do dia a dia e não é preciso fazer jejum. Antes do exame é aplicado um colírio nos olhos para coloração e também um anestésico. O exame é rápido e simples.

Caso o paciente faça uso de lentes de contato estas devem ser retiradas para a realização da tonometria. Logo após o final do exame já podem ser recolocadas. Apesar de não haver contra indicações, é importante conversar com o médico sobre complicações de saúde recentes e sobre os medicamentos de que se faz uso. Desta forma, este poderá avaliar corretamente o seu caso e os resultados no exame serão os mais fieis possíveis.

O exame pode ser um tanto quanto difícil de ser realizado em crianças pequenas, por isto, recomenda-se que estas estejam sempre acompanhadas. Caso o paciente saiba da existência de infecções ou de úlceras nas córneas, deve-se avisar ao médico antes do início do procedimento.

 

O que ocorre após o exame?

Após o exame o paciente é liberado e pode passar a executar normalmente suas tarefas do dia a dia. Caso a pressão intraocular esteja alterada o médico irá tomar as atitudes adequadas para o início de um tratamento ou poderá solicitar a realização de novos exames.

A tonometria deve ser realizada com frequência, principalmente por pessoas com mais de 40 anos. Desta forma, é possível o devido monitoramento da saúde dos olhos e o diagnóstico de doenças.

Tags: , , , ,

3 Comentários

  1. Jorge Luiz disse:

    Excelente essa informação,pois depois de ler e tirar as minhas dúvidas sobre esse exame,agora vou procurar o médico,eu não sabia da importância desse exame,obrigado!

  2. mirene disse:

    UM MEDICO TENTOU MEDIR A PRESSÃO DO MEU OLHO SEM TER APLICADO NENHUM COLÍRIO OU ANESTESIA. E EU NÃO CLARO, NÃO CONSEGUI DEIXAR ELE FAZER O EXAME, POIS FIQUEI COM MUITO MEDO E PARA COMPLETAR ELE AINDA ME RECLAMOU COMIGO. PERGUNTO: PORQUE SERÁ QUE ELE NÃO APLICOU ESSES PROCEDIMENTOS ANTERIORES AO EXAME?

  3. mario roberto disse:

    essa porra e muito chata

Deixe o seu comentário!