Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Exames/Procedimentos > Tomografia

Tomografia

O que é tomografia?

É um método utilizado com a finalidade de detectar e de tratar doenças diversas. Durante a tomografia quase qualquer parte do interior do corpo humano pode ser vista com clareza. As imagens são produzidas por um aparelho de raios-x que fica girando ao redor do paciente. O médico, posicionado em outra sala, observa através de uma tela a reprodução do organismo. É uma excelente forma de avaliar os órgãos e a estrutura do corpo como um todo. Através dela é possível identificar alterações em áreas de difícil acesso.

Na tomografia o corpo é representado em uma tela de computador por meio de fatias. O caminho dos raios-x pelo interior do organismo é processado e as imagens são geradas. Uma das principais vantagens deste exame com relação ao de radiografia, por exemplo, é que as imagens não vêm sobrepostas umas às outras. Este procedimento permite também uma melhor visualização dos tecidos, com isto muito mais doenças ou anomalias podem ser detectadas.

Com o passar dos anos a tomografia foi sendo cada vez mais utilizada. Estima-se que a primeira máquina foi criada por volta de 1972, na Inglaterra. Apesar de também fazer uso de radiação, como na radiografia, os riscos à saúde são praticamente nulos, quando feita da forma correta e com a regularidade adequada.

tomografia

 

Quando é indicado

A tomografia por ser utilizada com diversas finalidades. Grande parte das estruturas do corpo pode ser analisada por meio deste procedimento. Quando há suspeita de um AVC a tomografia é usada para verificar hemorragias. É também usada para avaliação de tumores e de calcificações. Quando traumas precisam ser estudados, este é um dos melhores procedimentos, assim como para análise de anomalias congênitas.

Pode ser utilizada para diagnosticar doenças degenerativas, processos infecciosos e inflamatórios, patologias de pulmão, do coração, do fígado, do baço, das vesículas, do pâncreas, dos rins, dos vasos, de órgãos ginecológicos, entre outros. Estas são apenas algumas das situações em que se costuma fazer uso da tomografia. Suas aplicações são diversas e o médico solicita quando acha prudente.

 

Como é o procedimento

O paciente é deitado sobre uma mesa especial para o exame. Esta desliza lentamente para dentro de um tubo. Este tubo faz parte do aparelho de onde sairão os raios-x. Em algumas situações a pessoa é orientada a colocar uma roupa mais adequada. O exame é totalmente indolor e nada será sentido. Não há qualquer espécie de contato com o aparelho emissor. Este emitirá os raios-x que passarão pelo corpo e produzirão as imagens na tela do computador do médico.

Durante a tomografia o paciente é instruído. De modo geral é preciso ficar imóvel, para que as imagens sejam as melhores possíveis. O organismo estará monitorado e um contato será mantido. Dependendo do tipo de análise pode ser preciso segurar a respiração por um período. Pode também ser preciso que se injete um contraste à base de iodo, para que o estudo seja mais eficiente. Esta substância já é utilizada há tempos na medicina e é relativamente segura.

A duração da tomografia é variável. O equipamento utilizado, as condições do paciente e o órgão a ser analisado influem neste sentido. Geralmente, o processo como um todo tende a levar cerca de 15 a 30 minutos, não mais do que isto. Atualmente existem alguns equipamentos modernos que são capazes de fazer tudo em apenas alguns segundos.

tomografia-computadorizada

 

Quais são os preparativos

Antes do exame será realizada uma breve entrevista com a pessoa a ser diagnosticada, podendo esta ser tanto escrita quando falada. Todas as informações fundamentais para a eficiência do procedimento serão descobertas neste momento. É importante trazer exames anteriores, em papel, filme ou DVD.

Os sintomas precisam ser descritos, assim como alergias e doenças. Pessoas diabéticas ou que fazem uso constante de medicamentos devem avisar sobre isto. Mulheres que estejam grávidas ou que suspeitem de uma possível gravidez também devem informar ao médico, para que este tome as providências necessárias.

Caso o contraste à base de iodo vá ser utilizado é preciso fazer um jejum de 4 horas. O tempo de jejum pode ser ainda maior se uma anestesia for ser aplicada. Em exames sem contraste, geralmente, não é preciso este tipo de preparo. Tomografias de abdômen ou de pelve necessitam que o paciente chegue ao local 1 ou 2 horas antes do início do procedimento, pois será preciso ingerir água ou contraste diluído.

 

Riscos e efeitos colaterais

Caso o contraste tenha sido aplicado na veia é possível haver algum desconforto pós-exame. Sintomas leves como um calor no corpo, dor na região de inserção, um gosto estranho na boca e náuseas são os efeitos colaterais. Alergias também podem ocorrer, podendo ser mais ou menos grave. É imprescindível que se preencha da forma adequada o formulário de entrevista ou que o médico seja tomografia-cerebralinformado de todas as alergias e medicamentos do cotidiano.

A tomografia que não faz uso de contraste não apresenta tantos efeitos colaterais. De modo geral é tudo rápido e seguro. Nada é sentido durante o exame e não há riscos, podendo apenas ocorrer algumas reações devido ao uso do iodo.

 

O que ocorre após o exame

Após o exame o dia pode ser seguido como de costume. A dieta volta ao normal e a pessoa está apta a trabalhar. Quando há sedação, entretanto, fica proibido ir embora desacompanhado e é preciso algumas horas de repouso.

Caso tenha sido utilizado o contraste é recomendado ingerir muita água ou líquidos diversos durante as horas subsequentes. Normalmente a substância é eliminada do organismo em até 24 horas, porém a ingestão de água ajuda na liberação. O radiologista irá observar o resultado do exame e montará um relatório. Este deverá ser mostrado para o médico solicitante do exame.

A tomografia não costuma provocar muitos efeitos colaterais, entretanto, diante de qualquer sinal estranho entre imediatamente em contato com um profissional. Muitas pessoas podem ser alérgicas ao contraste à base de iodo sem saber, nestes casos uma forte reação alérgica pode ocorrer. Caso algum sintoma seja notado, não hesite em procurar por ajuda.

TEMOS MAIS ARTIGOS PARA VOCÊ:

28 comentários em “Tomografia

  1. Fiz a tomografia com contraste líquido no dia 23 e hoje dia 25 ainda o intestino está um pouco solto, indo ao banheiro diversas vezes ao dia. Isso é normal?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>