Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Doenças > SENILIDADE

SENILIDADE

Entenda um pouco

Senilidade é o nome que se dá ao processo de envelhecimento de todas as pessoas que chegam a esta fase da vida. Além das condições físicas sofrerem as alterações obrigatórias do tempo, a senilidade acompanha uma desorganização mental e dificuldades em todas as partes do corpo, como sistema cardiovascular, respiratório, sistema urinário e imunológico também sofrem alterações.

Por suas características de debilitar o idoso, a senilidade pode também levar o paciente à depressão, pois alguns não conseguem lidar com as dificuldades apresentadas no dia a dia e com isso perdem a autonomia e passam a ficarem de certa forma, dependente de outras pessoas para realizar atividades simples.

Motivos como este mostram como é importante e necessário alguns cuidados especiais ao tratar um idoso, pois não é agradável a eles serem tratados como crianças ou incapazes, é isso que também causa a depressão.

É importante saber como lidar com as pessoas em cada fase da vida, para que não as faça se sentir inferiorizada e incapaz de conduzir a própria vida.

Por ser recorrente à senilidade, as alterações vasculares e também a hipertensão arterial são fatores de risco para que o paciente desenvolva lesões e intolerância à glicose e também a diabete. A união de todos esses elementos de problemas de saúde causam altos índices de mortalidade nos pacientes idosos.

senilidade

 

Como se adquire

A doença é causada pelo decorrer da idade e chegada do envelhecimento, que acontece com todos os seres humanos que avançam a idade e chegam à fase da chamada também melhor idade.

Não existem ações realizadas pelo paciente que causem a doença, o motivo principal é o envelhecimento, mas lesões vasculares e infartos cerebrais podem causar danos á saúde e também alcançar a senilidade, com a falta de memória e alterações no humor.

 

Sintomas

Com a chegada da idade já é importante ficar atento com vários aspectos em relação à saúde.

A senilidade apresenta além de alterações no humor e falha da memória, problemas com linguagem, falta de interesse em cuidados pessoais, como higiene e peças de vestimenta e também os sinais sintomas e aspectos físicos mais comuns nos idosos, como a diminuição na altura do paciente, alterações na pele, os cabelos brancos e a perda da mobilidade, força e alguns sentidos.

 

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico é feito geralmente por um médico neurologista, que vai avaliar todo o histórico do paciente, sempre levando em consideração a idade e os sintomas apresentados e relatados pelo idoso ou por uma pessoa próxima, que consiga descrever como a pessoa reage no dia a dia. Após isso, o médico vai orientar em como seguir com um tratamento específico, sem causar constrangimento ao paciente, pois é muito importante não deixar o idoso se sentir incapaz.

 

Como é feito o tratamento

O tratamento da senilidade é baseado em estimular o paciente a trabalhar as informações no cérebro, para reativar a memória, com exercícios simples, como o frequente diálogo, fotos e imagens em vídeo.

Assim que houver o diagnóstico do problema, é importante já seguir o tratamento indicado pelo especialista, pois assim as chances de eficácia são maiores e o paciente consegue cada vez mais cedo levar uma vida dentro das normalidades.

Nessa situação, uma parte do tratamento está no comportamento de familiares e amigos, pois o apoio e compreensão são essenciais para que todos possam contribuir, pois a situação passa além dos cuidados com o paciente, é importante que as pessoas do convívio do paciente tenham conhecimento do problema e passem a agir e tratá-los de forma natural.

Muitos dos pacientes da senilidade chegam à depressão, justamente por se sentirem mal e essa é a parte em que o apoio e compreensão precisam ser os aliados no convívio com o idoso.

 

Como prevenir

Como sempre, a alimentação sadia no decorrer da vida é uma das aliadas na prevenção de várias doenças, e com a senilidade não é diferente.

senilidade envelhecimentoO paciente que sempre faz acompanhamento médico e segue uma dieta saudável evita diversos problemas na saúde. Outro aliado que ajuda na prevenção de doenças é a prática de esportes e atividades físicas.

Há pesquisas em que os dados mostram que o controle de hipertensão e diabetes pode ser realizado também com a prática de exercícios físicos regulares. O tipo de atividade e periodicidade deve sempre ser estipulado pelo médico.

Pacientes que se dedicam até duas vezes por semana para realizar atividades físicas, apresentam até 35% de chances a mais para não desenvolver a senilidade, do que os pacientes que não cultivam o hábito de praticar caminhadas e exercícios no decorrer da vida e na chegada da meia idade.

Alimentação e exercícios ajudam a retardar a doença, mas não significa que a pessoa que seguir a risca esses cuidados não terá senilidade. Ninguém está livre dos problemas que chegam junto com a idade, o que pode ser feito é o controle de uma vida saudável para que os danos sejam retardados ou amenizados.

Tags: , , , ,

2 Comentários

  1. lusinete disse:

    minha mãe faleceu em 12/03/2013. tendo como diagnóstico; insuficiencia respiratoria,pneumonite p/alimento vomito, acidente vascular cerebral, hipertenção essencial e senilidade. gostaria imensamente de saber o que significa toda esta história de morte. grata, lusinete reis

  2. darlene disse:

    minha vó está passando por isso,todos os sintomas indicam a senilidade…é muito pra todos nós!

Deixe o seu comentário!