Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Doenças > Psoríase

Psoríase

Psoríase

A psoríase é uma doença crônica e benigna que está relacionada à transmissão genética. Caracteriza-se por uma inflamação da pele e pode ser muito incômoda. Neste artigo vamos falar um pouco a respeito da psoríase considerando os seguintes tópicos:

 

  • O que é psoríase;
  • Como se adquire;
  • Quais são os sintomas;
  • Como é feito o diagnóstico;
  • Como é o tratamento.

 

O que é psoríase?

A psoríase é uma doença inflamatória que acomete a pele e que afeta cerca de 2% da população mundial. Mais de 30% dos casos de psoríase possuem relação com a incidência genética. Normalmente a psoríase se manifesta antes dos 30 anos de idade ou depois dos 50 anos de idade. É caracterizada por lesões avermelhadas em geral nos cotovelos, couro cabeludo e nos joelhos.

 

Como se adquire?

psoriaseA psoríase é uma doença multigênica que tem grande relação com o histórico familiar. Ela é não contagiosa e pode depender de fatores externos. É comum de se desenvolver tanto em homens como em mulheres e geralmente ocorre antes dos 30 anos ou depois dos 50 anos. O uso de certos medicamentos ou a exposição a situações de estresse podem ser fatores desencadeantes da doença.

 

Quais são os sintomas?

Os sintomas da psoríase variam um pouco dependendo da região afetada e da aparência das lesões. A psoríase pode ser dividida em alguns tipos específicos como:

 

– psoríase vulgar: lesões prateadas ou acinzentadas que podem se localizar tanto nos joelhos, cotovelos ou no couro cabeludo. São lesões escamosas, de tamanhos variados e muito avermelhadas.

 

– psoríase invertida: as lesões são mais úmidas e também podem estar localizadas nos joelhos, cotovelos ou no couro cabeludo.

 

– psoríase gutata: as lesões são pequenas e em formato de gotas. Normalmente surgem nos braços, nas coxas ou no tronco e estão associadas a quadros infecciosos.

 

– psoríase eritrodérmica: neste caso mais de 75% de todo o corpo apresenta lesões generalizadas.

 

– psoríase ungueal: ocorre principalmente nas unhas das mãos onde surgem manchas amareladas ou depressões puntiformes.

 

– psoríase artropática: é um caso que gera dor nas pontas dos dedos dos pés e das mãos ou em algumas articulações.

 

– psoríase postulosa: as lesões possuem pus e ficam localizadas nos pés e nas mãos ou de forma generalizada pelo corpo.

 

– psoríase palmo-plantar: espécies de fissuras nas solas dos pés ou nas palmas das mãos.

 

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico da psoríase é simples e toma como princípio a história clínica do paciente e a presença das lesões. Após a raspagem e a análise das lesões é possível o correto diagnóstico. Quando as lesões não forem muito usuais ou em casos mais graves, é possível que o médico realize uma biópsia do local para análise.

tratamentos para psoriase

 

Como é o tratamento?

A psoríase ainda não tem cura, entretanto pode ser tratada. Embora não se possa prevenir o surgimento das lesões é possível o controle da reincidência. Recomenda-se aos pacientes evitar situações de estresse, exposição ao frio ou calor excessivo e atenção ao uso de medicamentos diversos.

A grande maioria dos casos de psoríase, cerca de 75% a 80% dos casos, podem ser resolvidos através da aplicação de medicação no local, uso de hidratante e certa exposição ao sol. Banhos de ultravioleta A e B também podem ser recomendados aos adultos no tratamento da psoríase.

As pomadas à base de alcatrão, apesar do inconveniente de sujarem as roupas e do mau cheiro, são muito eficientes no controle da psoríase. Em casos mais graves da doença é necessário o uso de medicamento oral, sempre tomando o devido cuidado para que os efeitos colaterais sejam minimizados.

A hidratação da pele e a exposição controlada ao sol são medidas que devem sempre ser seguidas por pacientes que apresentam psoríase. Evitar a ingestão de bebidas alcoólicas e o desgaste emocional são também medidas que podem ajudar no controle da reincidência das lesões.

É necessário que a pessoa portadora da psoríase consulte regularmente um dermatologista. Este poderá indicar os medicamentos mais adequados para cada estado desta doença crônica e poderá ajudar melhor o paciente no controle das crises. Também é importante a visita frequente ao médico para um bom acompanhamento emocional, já que a psoríase pode causar alguns problemas sociais devido à aparência das lesões.

TEMOS MAIS ARTIGOS PARA VOCÊ:

5 comentários em “Psoríase

    1. Bem , eu fui em um dermatologista , ele me passou uma pomada , o nome dela é Propiosol de clobetasol, esta me dando efeitos , mais as vezes vai e volta , , mais pelo menos para de ter fissuras !

      1. Eu tenho psoriase ha 28 anos e ja fiz tudo qunto foi tratamento hj faço via oral, e posso dizer pra vcs, as pomadas clobetasol causam efeito rebotes, acalmam por um periodo mas quando voltam, voltam com mais agressivas…

          1. O meu também é palmo-plantar e voltou pior… e bem pior que cheguei perder todas as unhas da mão…. e nada resolvia, aí fiz uma dieta, ingerindo em jejum de manhã, um pedaço de babosa das finas (aloe vera) batido no liquidificador com leite de soja ou suco por um ano… e hoje não faz mais as fissuras que sangravam .. apenas quando tenho o emocional alterado (estress) ou se utilizo produtos de limpeza que formam as bolhas e coçam e escamam… mas que consigo controlar com pomadas e cremes hidratantes…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *