POLIGLOBULIA

Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Artigos sobre Saúde > Doenças > POLIGLOBULIA

O que é poliglobulia?

Doença pouco frequente caracterizada pela quantidade excessiva de glóbulos vermelhos, ou hemácias, no corpo humano. Este resultado é decorrente de uma atividade anormal da medula óssea e pode ser desencadeado por uma série de fatores.

Os glóbulos vermelhos são células do sangue produzidas na medula óssea. Possuem forma de disco e coloração rósea. Além dos glóbulos vermelhos, o sangue também é formado por plasma e outras células, como as plaquetas e os glóbulos brancos. A principal função dos glóbulos vermelhos é o transporte do oxigênio. Já a dos glóbulos brancos é a defesa do organismo, enquanto que a das plaquetas é a regeração de tecidos que foram lesionados.

A poliglobulia pode ter causa não identificável. Nestes casos recebe o nome de poliglobulia primária. Quando é gerada em decorrência de alguma outra doença ou situação recebe o nome de poliglobulia secundária. É muito comum de ocorrer em indivíduos que estão em grandes altitudes. Estes começam a produzir uma quantidade maior de eritropoetina, hormônio que responsável por estimular a produção na medula óssea, pois há falta de oxigenação nos tecidos. Com isto, objetivando regularizar a situação e aumentar o transporte do oxigênio, a produção de glóbulos vermelhos é induzida com maior veemência.

poliglobulia sintomas

 

Agente causador

A maior parte das poliglobulias secundárias tem relação com a falta de oxigenação de tecidos. Esta condição pode ter sido causada por uma série de fatores e de doenças. Malformações cardíacas, intoxicações que resultem em insuficiência da hemoglobina, alterações de caráter hereditário, doenças broncopulmonares que dificultam a oxigenação do sangue e outras situações podem levar a um quadro de poliglobulia secundária.

Já as do tipo primária, geralmente não possuem uma causa certa. O que sabe é que por volta dos 50, 60 anos de idade, é comum haver disfunções no mecanismo de produção dos glóbulos vermelhos.  A razão não é aparente e a condição é infrequente. Quando ocorre costuma acometer mais o sexo masculino e estimula não só a produção das hemácias como também das plaquetas e dos glóbulos brancos. É, portanto, uma doença que merece toda a atenção. Caso não receba o tratamento adequado pode deixar sérias sequelas no organismo.

 

Como se descobre a doença (diagnóstico)

Os sintomas da poliglobulia costumam ser bem característicos e notáveis. Pacientes com tais transtornos logo tendem a procurar por ajuda médica. Após uma análise clínica e uma conversa com o paciente, o médico possivelmente solicitará a realização de um eritrograma.

Este é um exame específico para a análise das células vermelhas do sangue. Através dele se consegue parâmetros como o número de glóbulos vermelhos, índices hematimétricos e também as dosagens de hematócrito e de hemoglobina. É o procedimento mais indicado para analisar casos de anemia ou de poliglobulia. Após a certeza do diagnóstico, deve-se dar início imediato ao tratamento. Este costuma ser favorável em casos de poliglobulia secundária. Já nas primárias pode haver mais complicações, já que a causa é indefinida.

 

Sintomas

Uma das principais consequências da produção indevida de glóbulos vermelhos é o aumento da viscosidade do sangue. Com isto a circulação fica comprometida e gera a manifestação de diferentes sintomas, tais como:

  • Cefaleia;
  • Fadiga;
  • Vertigem;
  • Zumbidos nos ouvidos;
  • Dificuldade de concentração;
  • Visão embaçada;
  • Dispneia;
  • Sonolência;
  • Adormecimento nas extremidades do corpo;
  • Ardor generalizado;
  • Sudorese.

Outros problemas também podem surgir como, por exemplo, alterações na cor da pele, ficando esta mais vermelha do que o normal quando o caso é de poliglobulia primária. Já quando é secundária a pele costuma ficar azulada, devido à falta de oxigenação tecidual. Alterações na coagulação do sangue são frequentes, com isto trombos se formam ocasionado baixa irrigação. Hemorragias nasais e sangramentos durante a escovação dos dentes são sintomas relatados. Em alguns casos pode ainda ocorrer um aumento no tamanho do baço, já que este é o órgão responsável por destruir as hemácias.

Poliglobulia

 

Prevenção

A poliglobulia pode ser causada por uma série de fatores. Com isto, a sua prevenção se torna bastante abrangente. Manter bons hábitos de higiene e uma dieta equilibrada são medidas que auxiliam na prevenção não somente desta como de diversas outras doenças. Um organismo forte é um organismo protegido de agressões internas e externas.

Consultas regulares a um médico e exames periódicos podem ajudar a prevenir muitas doenças. A poliglobulia pode não ser evitada em certas situações, porém, quando diagnosticada precocemente, as complicações podem ser prevenidas ou, ao menos, amenizadas. Portanto, não deixe de realizar exames e de frequentar um médico. Somente desta forma sua saúde estará devidamente monitorada.

 

Tratamento

Caso não seja um problema decorrente de outras doenças, ou seja, caso seja um tipo de poliglobulia primária, o primeiro passo é fazer uma retirada de sangue. Assim como durante uma doação sanguínea comum, parte do sangue é retirado e, com isto, o nível de glóbulos vermelhos vai voltando ao normal. Este procedimento pode ser realizado quantas vezes forem necessárias, porém a causa do problema não está sendo solucionada.

Em casos de produção desenfreada da medula óssea, na qual até mesmo a retirada do sangue não surte efeito, intervenções mais agressivas podem ser requisitadas para desacelerar a síntese de hemácias. Nestas situações o mais indicado são sessões de radioterapia e de quimioterapia.

As poliglobulias secundárias terão um tratamento de acordo com a causa do problema. Dependendo do tipo de situação ou do tipo de doença que vem provocando esta disfunção na medula óssea, determinados tratamentos serão mais adequados. A retirada de sangue também é realizada para ajudar a solucionar o problema.

Diante de quaisquer sintomas, consulte sempre um médico. Seu corpo pode estar enviando sinais de que algo não vai bem. Não realize auto medicações, pois muitos fármacos podem gerar reações no organismo que você nem imagina. A poliglobulia precisa receber um tratamento adequado para que complicações mais sérias não venham a ocorrer. A baixa irrigação sanguínea e a falta de oxigênio em órgãos podem ocasionar sérios danos no corpo humano. Não hesite em procurar por ajuda. Seu corpo merece atenção. Cuide bem da sua saúde para ter uma vida mais longa e prazerosa.

Tags: , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!