Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Dicas > Saúde > Perigos do Sol para a nossa pele

Perigos do Sol para a nossa pele

Quais são os perigos do sol para a pele?

A pele é o órgão que cobre o organismo como um todo e faz a sua proteção. Ela é dividida em camadas que compreendem a derme a epiderme, sendo que a derme é a mais externa e é composta por elastina, por proteínas e por colágeno. É a derme quem dá sustentação à epiderme, camada mais profunda composta por queratina, células imunitárias e melanócitos.

Por ser o maior órgão do corpo humano e proteger o organismo como um todo a pele precisa de muito cuidado, caso contrário pode apresentar complicações como ressecamento, queimaduras, alterações de cores e até mesmo câncer.

O excesso de sol é o responsável por todos os fatores mencionados acima. Com a chegada do verão as pessoas ficam mais expostas aos raios solares, ainda que estejam realizando as atividades corriqueiras. É preciso ficar atento aos perigos e fazer uso de protetor solar constantemente. Os raios ultravioletas entram no planeta Terra de forma cada vez mais agressiva e provocam vermelhidão, queimaduras solares, envelhecimento precoce e câncer de pele.

É preciso evitar a exposição solar entre as 10 horas da manhã e as 16 horas da tarde. Além disto, é necessário fazer uso de protetores e de chapéus. O sol causa danos irreversíveis à pele, deixa manchas, pintas e provoca ressecamento. É preciso ter cuidado com este órgão que é tão importante ao corpo humano.

cuidados com o sol pele

 

O que são as doenças do verão?

Existem certas doenças que podem ser consideradas as doenças do verão. Elas surgem mais frequentemente durante esta época do ano e acometem principalmente a pele. A combinação praia, areia, piscina e pele são ideais para tais enfermidades. Micoses, brotoejas e acnes solares são as doenças que mais agridem a pele no verão.

As micoses podem surgir em diferentes locais e serem classificadas como frieiras e pés de atletas, por exemplo. As brotoejas são bolinhas pequenas e vermelhas que surgem nos dias de calor. A lúpus discoide é outra doença de pele desencadeada pelo sol e que tende a deixar cicatrizes. Os cuidados com a pele no verão devem ser muitos, não se limitando apenas ao uso de protetores solar.

 

O que é o câncer de pele?

A exposição excessiva ao sol provoca câncer de pele. Este câncer é caracterizado como o crescimento descontrolado e anormal de células que fazem parte da pele. As células se agrupam formando camadas e, dependendo do local afetado, temos diferentes espécies de câncer de pele. Os mais frequentes são os carcinomas basocelulares e os carcinomas epidermóides. A modalidade mais preocupante é o melanoma, que leva à morte sem um diagnóstico ou tratamento.

O surgimento de tais complicações está relacionado à exposição solar que vai se acumulando com o passar dos anos. A pele exposta ao sol não se recupera e diante de qualquer alteração é imprescindível buscar pela ajuda de um perigos do solprofissional. É preciso estar atento a manchas ou feridas que não cicatrizam e que tendem a coçar. Sangramentos e dores locais levantam ainda mais preocupações. Quando detectado precocemente o câncer de pele pode ser tratado e o prognóstico pode ser positivo. É indicado consultar um médico regularmente e tomar todas as medidas preventivas.

 

Dicas para cuidar da pele no verão

No verão o corpo transpira mais e é importante tomar muita água para hidratar a pele. Todos os dias pela manhã é preciso lavar o rosto e aplicar o filtro solar, mesmo que não se vá à praia. Antes de dormir lave o rosto novamente e passe um creme hidratante com vitamina C.

Não se deve tomar sol entre as 10 horas da manhã e às 16 horas da tarde, pois a radiação UVB é mais forte. Os raios UVAS, responsáveis pelo envelhecimento precoce, incidem o dia todo, utilize protetor solar. Chapéus, óculos de sol e bonés podem auxiliar no combate aos raios solares. Banhos quentes devem ser evitados, pois ressecam a pele. Sabonetes devem ser aplicados somente nas axilas, nos pés e nos genitais. Desodorantes com alto poder antitranspirante precisam ser evitados em dias de muito calor, pois obstruem por demais as glândulas de suor e levam a infecções e a inflamações.

Todas as peles devem ser limpas com adstringente, já que o filtro solar tende a engrossar a camada córnea. Esfoliantes ficam proibidos, pois facilitam a formação de manchas. Para pessoas com foliculite a depilação não é uma boa opção, é preferível fazer o uso de lâminas.

 

Como funciona o protetor solar?

O protetor solar é uma loção que consegue barrar os raios ultravioletas e reduzir os danos gerados à pele. Alguns protetores conseguem barrar tanto os raios UVBS quanto os raios UVAS, sendo, portanto, mais recomendados.

Hoje em dia apenas parte da radiação que incide no planeta Terra é barrada, pois o buraco na camada de ozônio está muito grande. Estima-se que cerca de 5 % dos raios UVAs são bloqueados, já os UVBs são impedidos em 95% dos casos. Os raios UVAs causam, entre outras coisas, envelhecimento precoce e flacidez. Já os raios UVBs são os principais provocadores do câncer de pele. O uso do protetor solarprotetor solar é fundamental para prevenir o surgimento de doenças e de outras complicações na pele.

 

Como escolher o fator do protetor solar?

O fator de proteção do filtro solar é uma medida que leva em conta o tempo de exposição ao sol. Por exemplo, uma pessoa que passa 15 minutos no sol sem filtro solar queima a pele em determinada quantidade. Caso ela tivesse passado um protetor solar fator 10, levaria 150 minutos para queimar o mesmo tanto.

Na hora de escolher o protetor solar é fundamental levar em consideração o tipo de pele e a cor da mesma. Pessoas com pele mais clara possuem menor concentração de melanina e ficam mais vulneráveis aos danos do sol. De uma forma geral, indivíduos com pele clara devem fazer uso de protetor fator 30 e quem possui pele mais escura fator 15. O protetor deve ser usado diariamente e, quando na praia, ser reaplicado a cada duas horas.

TEMOS MAIS ARTIGOS PARA VOCÊ:

Um comentário em “Perigos do Sol para a nossa pele

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>