Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Doenças > Osteocondrite

Osteocondrite

Dores no Joelho pode ser:

Osteocondrite ou osteocondrose é uma doença rara que causa o encurtamento dos ossos e da cartilagem. Além disso, pode também levar ao engrossamento ou separação das extremidades ósseas e de cartilagem.

Essa patologia ortopédica quando diagnosticada no paciente recebe o nome de acordo com a região afetada, por exemplo, se o paciente sofrer de osteocondrite no joelho, esse será o nome da doença que o afetará, assim como podem ser nomeadas de osteocondrite nos dedos e variando de acordo com a parte do corpo.

A parte do corpo que geralmente recebe a doença é o joelho, mas não é uma regra e pode se desencadear em outras partes.

Normalmente a patologia é apresentada durante a adolescência e não existe ainda uma causa conhecida pela medicina para relatar a doença.

Para cada 100.000 pessoas, registram-se em média 15 casos da doença. A doença possui relação com a prática de esportes, seja qual for à modalidade.

Pessoas com idade entre 18 e 23 anos são os mais frequentes pacientes a tratarem da doença. Quando diagnosticada em crianças até 10 anos de idade as possibilidades de cura são mais prováveis.

osteocondrite

Como se adquire

Essa patologia não apresenta motivos e causas explicadas pela medicina, mas a maior probabilidade e causa discutida é que a doença se desenvolva após uma lesão no vaso sanguíneo, que pode também ser causada após um traumatismo.

Outra teoria que tenta explicar a causa da doença é que a lesão seja causada após o contato com a superfície de cartilagem que de forma intensa afeta os movimentos do joelho, ocasionando então a lesão da osteocondrite pelo fato do contato entre cartilagem e região afetada.

Para cardiovasculares, a doença é resultado de uma artéria obstruída e por conta dessa falha, interrompe o fluxo de sangue e afeta s tecidos arredores da região atingida pela doença.

 

Sintomas

No início é mais complicado identificar a lesão, mas o principal sintoma da doença é que o paciente sinta desconforto e inchaço na região atingida e isso acontece, pois o osso pode ter sido afetado, já que a cartilagem não causa dores ao paciente.

O desconforto pode se transformar em uma forte dor, que tende a piorar com movimentos de flexão no joelho e pode até causar o derrame articular, causando a complicação mais grave que é o destacamento do osso e cartilagem, causando o que é chamado de “corpo livre”.

  • Corpo Livre é algo não identificado que esteja na região atingida e que não apresenta funcionalidades para se alocar no paciente e pode causar sensações de algo se movendo na região atingida, que pode também provocar estalos e bloquear a articulação.

 

Como é feito o diagnóstico

Para relatar a doença, uma radiografia deve ser solicitada pelo médico, assim, no exame de imagem é possível visualizar a lesão e mostrar a presença de imperfeições e problemas na articulação.

Exames complementares como ressonância magnética e tomografia computadorizada também podem auxiliar no diagnóstico do problema, além de contribuir para identificar as características e motivos que levarão à causa da lesão.

Os exames clínicos e avaliação do médico especialista determinam a gravidade do problema, além de avaliar as possibilidades de cura e também as complicações que podem surgir com a doença.

A doença de Server é uma enfermidade muito parecida com a osteocondrite, mas é diagnosticada pela dor que provoca no calcanhar de crianças. Essa doença ocorre excepcionalmente em crianças. Por isso, sintomas apresentados em fase adulta do paciente já descartam a possibilidade de doença de Server e passam a investigar a rara doença de osteocondrite.

 

Como é feito o tratamento

osteocondrite dissecanteEm primeiro momento pode-se imobilizar com gesso para que a região se reestabeleça. Se houver a necessidade de remoção de algum “corpo livre”, acontece uma artroscopia.

As demais formas de tratar a doença são realizadas por diversas maneiras:

No começo, o paciente pode ter apoio na região afetada, e com isso passará a andar com muletas. Com os joelhos imunes, a doença ganha um aliado para levar à cura, mas essa probabilidade diminui de acordo com a idade do paciente. Crianças que desenvolvem a doença têm mais chances de cura espontânea e rápida.

Para casos onde há falhas como destacamento do fragmento o tratamento passa a ser com processos cirúrgicos. Se a cartilagem estiver lisa, contribuindo com o funcionamento da articulação, o paciente ganha mais opções para tratar a lesão. O método mais utilizado é fixar o fragmento por parafusos e pinos.

Todo o procedimento de tratamento deve ser orientado e acompanhado por um médico especialista. A melhor forma sempre é o diagnóstico precoce, com isso o paciente ganhar a possibilidade também de prevenir novas lesões.

Alterações futuras vão varar de acordo com diversos fatores do paciente, como a idade, tamanho e localização da lesão.

 

Como prevenir

Não existem receitas e modos concretos que possam ser seguidos para evitar a doença, mas terapias com frio e calor são boas aliadas para reabilitar lesões e também auxiliam na prevenção.

Tags: , , ,

5 Comentários

  1. Anderson disse:

    Fui diagnosticado com uma lesão ósteocomdral no joelho de 2cm,tenho 112k e sou garçom!!estou em meio tratamento com gesso e 2MESES sem apoiar a perna no chão!!Sera q vou ter q opera certo?se puderem me ajuda aagradeço se me responder!

  2. Paulo Eduardo Peixoto disse:

    Boa tarde,
    gostaria de saber se a osteocondrite pode
    se alojar na cartilagem entre as costelas
    da caixa toraxica.
    Aguardo resposta,
    Paulo Eduardo

  3. karine lemos disse:

    Boa noite Paulo!
    Fui diagnosticada com costocondrite, que é exatamente a inflamação da cartilagem entre as costelas, tenho somente unilateral na base inferior da costela e próximo ao osso esterno perto do coração ainda bem que é do lado direito pois se fosse no esquerdo poderia pensar que era infarto.

  4. Maynara Nerone disse:

    Tenho osteocondrite desde que nasci , nos dois joelhos , mas principalmente no joelho esquerdo . Fiz vários anos de fisioterapia , mas infelizmente não ajudou

  5. Maria Helena disse:

    Oiee, eu tenho 12 anos, tenho osteocondrite e sofro muito com ela! Fui ao médico e ele me deu um remédio que me faz supermal, e além do mais nem engessou o meu joelho! Oq vcs acham? Devo falar para ele colocar um gesso no meu joelho?

Deixe o seu comentário!