Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Artigos sobre Saúde > Os males dos refrigerantes para nossa saúde

Os males dos refrigerantes para nossa saúde

Os refrigerantes

Provavelmente, todos os que hoje estão neste momento lendo o texto já fizeram uso desta substância. Alguns bebem mais refrigerantes, outros menos. Certas pessoas já largaram o vício e não mais bebem esta bebida gaseificada.

O hábito de tomar refrigerante faz muito mal à saúde, e isto não é brincadeira. Estas bebidas não alcóolicas e também não fermentadas são em sua maioria produzidas basicamente com água mineral e açúcar. Corantes são incluídos, assim como extratos de frutas, vegetais e gás carbônico.

Foi no século XVI que a fabricação de refrigerantes teve início. Nesta época eles eram feitos por farmacêuticos que, devido aos conhecimentos avançados em química, sabiam como fazer o processo.

Desde então o consumo de refrigerantes só tem aumentado. No Brasil, durante o ano de 2009, mais de 14.339.322 milhões de litros de refrigerantes foram consumidos. Esta bebida gaseificada possui em sua maioria um altíssimo teor calórico, o que provoca inúmeros males à saúde.

Crianças e adolescentes não devem ser estimulados a consumir tais substâncias. Cortar o item da compra diária no mercado é a melhor opção para manter a saúde em dia. Os males gerados pelos refrigerantes talvez só serão percebidos posteriormente. Em alguns casos tarde demais.

 

Os males dos refrigerantes

Podemos destacar de uma forma geral alguns principais males provocados pelos refrigerantes. O risco de ataques cardíacos, por exemplo, torna-se maior. Doenças hepáticas gordurosas ficam por perto, assim como a síndrome metabólica. O ganho de peso é algo que pode ser facilmente notado, além dos riscos de desenvolver uma osteoporose ou uma diabetes do tipo 2.males dos refrigerantes

Engana-se quem pensa que os produtos nas versões light e zero saem ilesos das acusações. Muito pelo contrário. Eles também são perigosos para a saúde e devem ter o consumo reduzido, quando não cortado de vez.

O ataque cardíaco e o ganho de peso

O aumento no risco de ter um ataque cardíaco é talvez uma das maiores preocupações relacionadas ao consumo destas bebidas gaseificadas e não alcóolicas. Uma pesquisa realizada em Harvard apontou que a ingestão de refrigerantes açucarados todos os dias eleva em 20% os riscos de um homem vir a ter ataque cardíaco por um período de 22 anos. Quanto mais bebida era ingerida, mais aumentava o risco de ataque cardíaco.

Outro problema muito recorrente e comentado a respeito do consumo de refrigerantes envolve a questão da obesidade. O consumo destas bebidas é talvez o principal gerador da obesidade infantil, visto que crianças e adolescentes são os que mais bebem refrigerantes.

Os refrigerantes açucarados são muito ricos em calorias. O excesso destas promove o aumento da cintura e o ganho de peso de uma forma geral, ainda mais quando associado ao sedentarismo. Até mesmo os refrigerantes nas versões diet podem causar o mesmo efeito, portanto, não se engane.  Corte estas bebidas do seu dia a dia e viva mais e melhor.

 

A síndrome metabólica e a doença hepática gordurosa

Ainda que o consumo de refrigerantes não pareça estar provocando males, ele está. Algumas pessoas podem não sofrer com o aumento do peso, no entanto as bebidas açucaradas agem também no sistema cardiovascular, principalmente em mulheres.

As mulheres, quando ingerem refrigerantes, ficam mais propensas do que os homens a desenvolverem níveis exagerados de triglicérides, ou seja, de gordura no sangue. Pesquisas indicam que o consumo de pelo menos dois copos de refrigerante todos os dias tornam o indivíduo 4 vezes mais predisposto a desenvolver altos níveis de gordura no sangue. E não é só isto. A gordura acumulada passa para os órgãos. O fígado e o coração, por exemplo, sofrem, sendo que o risco de doença coronariana cardíaca fica elevado, assim como do desenvolvimento de uma diabetes do tipo 2 ou de acidente vascular cerebral, o AVC.

 

A osteoporose e a diabetes tipo 2

Um estudo que foi realizado na Tufts University apontou os danos que a cola, presente em muitos refrigerantes, pode causar ao organismo de uma pessoa. Pesquisadores descobriram que mulheres que bebiam ao menos 3 colas todas as semanas tinham perda óssea de cerca de 4% em lugares como os quadris quando comparadas com outras que não faziam uso da substância.

Os refrigerantes que possuem cola são ricos em ácido fosfórico. Esta substância é capaz de tornar o sangue mais ácido do que o normal, fazendo com o corpo utilize o cálcio presente nos ossos para neutralizar a diferença.

Outra preocupação decorrente do consumo de refrigerantes é a diabetes do tipo 2. O fato é que a diabetes é relacionada à obesidade e ao consumo elevado de açúcar, ambos ligados a estas bebidas. Uma pesquisa com cerca de 90 mil mulheres apontou que aquelas que bebiam um ou até mais refrigerantes açucarados por dia tornavam-se 2 vezes mais propensas do que as outras que não bebiam a desenvolverem uma diabetes do tipo 2. As bebidas açucaradas, inclusive os sucos muito doces, aumentam por demais o nível de glicemia e a resistência à insulina. Tenha cuidado.

 

Os refrigerantes zero e light

Ainda que estes soem menos agressivos do que os açucarados, eles também são vilões nesta história. Apesar do teor reduzido de açúcar quando falamos em bebidas ligths e do teor nulo quando falamos em bebidas zero, o nível de sódio nestas bebidas é extremamente elevado.

O consumo excessivo de sódio é tão preocupante quanto o de açúcar. Estas versões light e zero não possuem alto teor calórico, no entanto, o sódio colabora para a retenção de líquidos, deixando a pessoa inchada. Além disto, ele promove um aumento na pressão arterial, deixando o indivíduo vulnerável a doenças cardiovasculares, por exemplo.

O ideal é cortar de vez estas bebidas do dia a dia. Elas não trazem nenhum tipo de benefício à saúde, pelo contrário, somente malefícios. A água é o que há de melhor para ser consumido. Ela traz uma série de benefícios ao corpo, à pele e á saúde de uma forma geral. A ingestão de sucos naturais também deve ser estimulada, entretanto, tome cuidado com quantidades excessivas de açúcar, caso contrário, seu organismo continuará em risco.

TEMOS MAIS ARTIGOS PARA VOCÊ:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>