Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Artigos sobre Saúde > Infográfico > Infográfico: Endometriose

Infográfico: Endometriose

Endometriose

A doença afeta o tecido que protege a parede do útero e ainda cresce para outras partes do corpo, que com essa proliferação causa dor e sangramento no paciente.

As causas da doença não são totalmente conhecidas e é mais comum entre as mulheres. Quem sofre da endometriose, geralmente sente dores durante relações sexuais e no período menstrual algumas alterações são comuns, como dores e também problemas de diarreia.

A doença também é caracterizada por mulheres que sofrem com dificuldades para engravidar, mas isso não significa que a mulher não seja fértil. Com tratamento ideal as possibilidades de engravidar se tornam maiores.

O maior problema em diagnosticar a doença é diferenciar a cólica que a endometriose causa, com a cólica comum no período menstrual. A orientação é que ao perceber que a cólica é insistente e não se resolve com medicamentos comuns para tratar de cólicas menstruais, a paciente procure um médico, que já pode investigar nas causas e diagnosticar a doença.

Na fase da menopausa a doença tende a regredir, por conta da queda na produção dos hormônios.

 

Sintomas

A dor é o principal da doença. São diversos locais e situações que causam o desconforto nas mulheres.

As menstruações passam a ser dolorosas durante o ciclo e as cólicas intensas acontecem durante uma semana antes da menstruação, situação anormal, pois a maioria das mulheres sentem os sintomas um ou dois dias antes.

No ato da relação sexual a mulher também sente dor. Essa situação de desconforto é frequente quando a paciente já sofre da doença.

Em alguns casos a doença tende a ser silenciosa, não proporcionando nenhum sintoma. Quando isso acontece a paciente sofre mais, pois ao descobrir o problema, já está em estado mais avançado.

 

Outras informações

Para confirmar o diagnóstico é necessário que sejam realizados exames ginecológicos para ter certeza do problema. Exames de ultrassom, ressonância magnética e outros exames laboratoriais são necessários para confirmar o problema.

Depois disso, o paciente passa para o tratamento da doença, onde alguns fatores são verificados e forma correta de tratar vai depender de fatores que variam de paciente para paciente. Dentre os agravantes consideram-se a idade, a gravidade e incômodo dos sintomas e também se a mulher ainda deseja ter filhos.

Exames preventivos são essenciais para prevenir a doença. Ao menos a cada seis meses é importante que a paciente passe em consulta médica, a fim de avaliar as condições de saúde da paciente.

 

Endometriose, infográfico

 

 

Coloque este Infográfico em seu blog ou site, basta copiar o código abaixo.

Tags: , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!