Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Doenças > Gastroenterite

Gastroenterite

O que é Gastroenterite?

A enfermidade também é conhecida como gripe intestinal e resume-se a uma infecção e inflamação no tubo digestivo, que afeta o estômago e intestino.

A doença pode causar desidratação e principalmente no inverno, pode causar epidemias, pois a doença é contagiosa e nesta estação os riscos de contágio são mais frequentes.

Não existe relação da doença com a gripe, apenas o nome que pode ser relacionado como gripe intestinal ou gripe gástrica.

A motivação da doença acontece por meio de bactérias e parasitas e o contágio pode chegar ao paciente por meio do consumo de alimentos infectados, água contaminada e também o contato com pacientes doentes.

Os principais pacientes que sofrem da doença são crianças, geralmente em fase de crescimento e desenvolvimento.

dor de barriga gastroenterite

 

Como se adquire

A transmissão da gastroenterite viral, que é o tipo mais frequente acontece pelo contato com pessoas e objetos infectados, como aperto de mãos, uso de banheiros, copos que estejam com a bactéria, entre outros.

A doença do tipo viral pode causar epidemia, portanto os cuidados com higiene são fundamentais para evitar o contágio para demais pessoas.

No caso da gastroenterite bacteriana, a doença acontece geralmente por casos de intoxicação alimentar, onde as bactérias, toxinas ou parasitas estão presentes em alimentos que o paciente consumiu.

 

Sintomas

As características da doença são compostas pela diarreia, vômitos, dores estomacais e também por cólicas.

gastroenterite sintomasFalta de apetite, dores de cabeça e febre também podem completar os sintomas, que geralmente começam a aparecer no paciente de 12 a 72 horas após o contato com a bactéria ou vírus.

Quando a doença atinge crianças e bebês, sintomas como perda de peso, muita sede e boca seca, além da diminuição na quantidade diária de urina são presentes no paciente.

A doença requer que assim que identificado os sintomas, o paciente procure um médico para que o mesmo possa orientar nas condições de tratamento.

 

Diagnóstico

A doença é diagnosticada com base nos sinais e sintomas relatados pelo paciente.

Exames complementares são essenciais para o auxilio na apuração da doença, como exames de sangue e fezes, que podem constatar a intoxicação alimentar.

O médico tenta resgatar também, pela memória do paciente, quais foram os alimentos consumidos e onde, para que possa se avisar os órgãos públicos e ajudar a evitar que mais pessoas sejam contaminadas, caso a suspeita da transmissão da doença seja a ingestão de algum alimento.

É possível que os médicos solicitem ao paciente exames que possam estudar o intestino e estômago, este é realizado com a ajuda de um colonoscópio, que é um tubo flexível que permite a visualização interna do órgão.

 

Tratamento

Na maioria dos casos o tratamento da doença acontece por meio da ingestão de líquidos adequados e também em quantidade ideal, para que o paciente possa se manter hidratado.

É possível que o médico indique algum medicamento que possa aliviar ou cortar as ânsias de vômitos, que podem acompanhar o paciente por mais de três dias, causando desconforto e constrangimento aos pacientes.

Durante o tratamento, onde o paciente vai ingerir muito líquido, é importante que o paciente evite líquidos como refrigerantes, por conta do gás e também sucos de grutas ácidas, como laranja e abacaxi, por exemplo.

Com o passar dos dias, o paciente deve incluir na dieta, alimentos leves, como frutas e cereais, que aos poucos vai se readaptando ao estômago. Os pacientes geralmente levam até 24 horas, após o início do tratamento para sentir melhoras e o alívio dos sintomas.

Existem alguns tratamentos naturais, que consiste em cuidar do paciente sem medicação, apenas com chás caseiros e dieta de alimentos leves e sem acidez, mas a melhor forma para garantir o resultado no tratamento é seguir as orientações médicas. Neste caso o paciente passará a ingerir líquidos em quantidade indicada pelo médico, além dos alimentos adequados para o período de tratamento.

Alguns alimentos como leite e derivados, refrigerantes e café são proibidos para que o paciente consuma durante o período de tratamento.

gastroenterite tratamento

 

Como prevenir

A higiene é um dos meios preventivos da doença. Lave sempre as mãos, principalmente quando chegar da rua, ou de lugares onde teve contado com pessoas desconhecidas e objetos que são público, onde muitas pessoas passam e tem contato, como por exemplo, ônibus, uso de orelhões e etc.

Se houver algum caso na família, é importante que alguns objetos sejam separados, como por exemplo, copos, talheres, toalhas, entre outros.

Até mesmo durante um beijo é possível que haja transmissão.

Alimentos mal preparados também são motivadores da doença, por isso, preste sempre atenção tanto na data de validade quanto no método em que o alimento é preparado para servir.

Em sua casa, mantenha locais como banheiros e pias bem limpas, pois as bactérias também podem contaminar pessoas estando em objetos e locais que hajam facilidade para acontecer a transmissão entre as pessoas.

Tags: , , , , ,

4 Comentários

  1. Marlon disse:

    Muito útil, gostei das explicações bem detalhadas.

  2. viviane araujo disse:

    gostei bastante dessas informaçoes…me serviram
    direitinho

  3. Laiane Santos disse:

    texto orrivél

  4. Sandro disse:

    Muito obrigado pelo esclarecimento ,pois moro no Japão com minha esposa e filha .Onde todos nós pegamos essa gripe da barriga fiquem com Deus

Deixe o seu comentário!