Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Uncategorized > Fascite Plantar

Fascite Plantar

O que é fascite plantar?

É basicamente um nome científico para “dor na sola do pé”. Esta condição pode ser provocada por uma série de fatores diferentes como, por exemplo, pressão após longas caminhadas, uso inadequado de calçados ou até mesmo a maneira com que o indivíduo pisa.

A fáscia plantar é um tecido resistente que se estende da tuberosidade medial do calcâneo em direção ás falanges proximais. Este tecido tendinoso fica na parte de baixo dos pés e possui a finalidade de dar sustentação. A fascite plantar é a inflamação da fáscia e é a mais comum das dores nos calcanhares entre os adultos. Acomete pessoas de ambos os sexos, estabelecendo uma preferência por mulheres e por indivíduos que estejam acima do peso.

O tratamento varia de acordo com a intensidade da inflamação. Pode ser tratada tanto com o uso de medicamentos quanto com sessões de fisioterapia. Geralmente após 1 semana os sintomas tendem a ir embora. Algumas medidas preventivas podem ser tomadas para evitar a fascite plantar. Elas são simples e devem ser seguidas, principalmente pelos esportistas.

Fascite-Plantar

 

Agente causador

A fascite plantar é causada quando algo provoca uma inflamação na fáscia plantar. Este tecido tendinoso tem a finalidade de ajudar na sustentação. Portanto, a causa desta enfermidade pode ser, por exemplo, o uso constante de sapatos com salto alto, o excesso de peso, o aumento do tempo caminhando ou subindo e descendo escadas, entre outras coisas.

São muitas as situações que poderiam levar a tal quadro. Pessoas que possuem o hábito de correr tendem a desenvolver a fascite plantar quando aumentam a distância percorrida ou dão mais força aos treinos. Sapatos gastos são potencializadores desta condição. Indivíduos que possuem o arco do pé muito diferente do fisiológico têm mais disposição para a fascite plantar.

 

Como se descobre a doença (diagnóstico)

Através de uma cuidadosa análise clínica o médico pode chegar ao diagnóstico de fascite plantar. Geralmente os sintomas são bastante característicos e um exame físico leva à certeza do caso. O profissional irá apalpar a parte de baixo do pé e o calcanhar do paciente. Ele também verificará se há dor ao alongar a sola do pé. Uma conversa com o paciente para um estudo dos seus hábitos de vida pode ser importante. A realização de um raio-x também ajuda em alguns casos.fascite

Através destas medidas um bom profissional consegue detectar o que vem incomodando a pessoa. É importante procurar um médico e não realizar automedicações, pois somente ele poderá avaliar a situação e decidir qual é a melhor abordagem. Após a certeza do diagnóstico o tratamento deve começar o quanto antes.

 

Sintomas

Os sintomas da fascite plantar surgem lentamente e não possuem relação com quedas ou com torções. Dependendo do organismo e da situação eles podem se apresentar mais ou menos intensamente. Na maioria dos casos a dor mais sentida é a que acomete o calcanhar quando se anda ou quando se fica em pé. Normalmente ela começa quando, a pessoa sentada, apoia completamente os pés no chão e levanta.

Em posição de repouso a fáscia plantar relaxa. Ao colocarmos os pés no chão e ao darmos os primeiros passos, ela alonga. Muitas vezes a dor melhora com a movimentação. Esta é, entretanto, crônica e diária. Pode haver inflamação local e a dor costuma ser pior pela manhã ou depois de estar por um período muito grande sentado. Diante destes sinais não hesite em procurar por um médico. O tratamento costuma ser rápido e fácil e não há necessidade de conviver com esta dor.

 

Prevenção

A melhor maneira de prevenir a fascite plantar é fazendo uso de calçados com boa qualidade e do tamanho certo para os pés. Sapatos muito apertados ou muito largos não devem ser utilizados em hipótese alguma. Pessoas que praticam caminhada, corrida ou que realizam algum exercício que force os pés devem tomar atenção redobrada. Não é indicado praticar atividades sob superfícies duras por muito tempo.

O calcanhar não pode receber choques. É importante tomar atenção com o andar e com os hábitos do corpo. A manutenção de um peso saudável ajuda no sentido de evitar fascite plantar. A força sobre a sola do pé é menor quando o peso é mais baixo. Portanto, deve-se tomar atenção aos alimentos ingeridos no dia a dia e evitar o sedentarismo.

 

Tratamento

A principal medida para o tratamento de uma fascite plantar é manter os pés em descanso até a cura. Com o pé descansado o inchaço diminui, evitando que a situação piore. Quando a dor diminuir é indicado realizar alguns movimentos normais de forma lenta. Compressas de gelo no local devem ser feitas, pois o gelo provoca a contração dos vasos sanguíneos, também ajudando na inflamação.

fascite-plantar-tratamentoPara fazer as compressas de gelo o ideal é moer dentro de um saco plástico as pedrinhas e cobrir com uma toalha. Após isto deve se colocar por baixo dos pés durante cerca de 20 minutos. É preciso repetir o procedimento a cada 1 hora. Algumas vezes o médico pode acabar envolvendo o pé com uma fita adesiva ou com uma ligadura elástica, de forma a deixar os movimentos restritos e ajudar na recuperação. Manter o pé erguido sobre almofadas ou um banco ajuda também a diminuir o inchaço.

Alguns medicamentos podem ser utilizados para as dores. Estes são geralmente de venda livre. É imprescindível seguir à risca as orientações médicas. Qualquer espécie de exercício físico deverá ser evitada por um tempo. Sessões de fisioterapia podem ser requisitadas. Elas ajudam a fortalecer os pés e aceleram o processo de cura. Ultrassons costumam ser utilizados com o intuito de aumentar o fluxo de sangue na região afetada. Muletas podem ser utilizadas para ajudar no andar. Somente após o médico liberar é que se pode voltar à prática dos exercícios físicos.

Após algumas semanas os sintomas terão cessado. É importante buscar por ajuda para que um problema não fique sendo arrastado. O tratamento costuma ser efetivo e alguns cuidados deverão ser mantidos. Caso, após um período de 6 meses, a fascite plantar não tiver curada, outras medidas deverão ser tomadas.

Tags: , , , ,

4 Comentários

  1. Maria da Gloria Guimaraes disse:

    Gostei muito de tudo o que foi relatado, pois eu tenhos este problema, fascite plantar, a mais de um ano e até a presente data, não obtive melhoras. A dor é constante mesmo com a fisioterapia e infiltração local.Mas agora sei mais e vou ao médico para ver outro tipo de tratamento cfe. o aqui indicado. Obrigado.

  2. Amaury Jr. disse:

    eu sou jogador de futebol, eu estava treinando quando eu tomei a bola do companheiro e fui dar uma arrancada,deu um estalo debaixo do meu pé. Eu até pensei que tinha sido a sola da minha chuteira que tivesse rasgada no mesmo instante parei com a atividade e fiz uma consulta com o Ortopedista e ele me submeteu um exame de ressonância magnética que constou no laudo ruptura parcial da fáscia plantar. o que eu devo fazer? o dr me passou uma bota ortopédica para eu usar durante 45 dias e já tem mais de um mês que aconteceu essa lesão e gostaria de saber quais os métodos que eu devo tomar?

  3. Amaury Jr. disse:

    eu sou jogador de futebol, eu estava treinando quando eu tomei a bola do companheiro e fui dar uma arrancada,deu um estalo debaixo do meu pé. Eu até pensei que tinha sido a sola da minha chuteira que tivesse rasgada no mesmo instante parei com a atividade e fiz uma consulta com o Ortopedista e ele me submeteu um exame de ressonância magnética que constou no laudo ruptura parcial da fáscia plantar. o que eu devo fazer? o dr me passou uma bota ortopédica para eu usar durante 45 dias e já tem mais de um mês que aconteceu essa lesão e gostaria de saber quais os métodos que eu devo tomar? quando rompe a fascia plantar tem cura? eu vou voltar a jogar bola? eu tenho 25 anos

Deixe o seu comentário!