Esteatose Hepática

Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Doenças > Esteatose Hepática

O que é Esteatose hepática?

A doença esteatose hepática também pode ser conhecida por outros nomes, como infiltração gordurosa do fígado ou também doença gordurosa do fígado.

A enfermidade caracteriza-se justamente pelo acúmulo de gordura no fígado e pode haver duas divisões da doença, são elas: doença alcoólica do fígado, que acontece quando o paciente abusa no consumo de bebidas alcoólicas e também a doença não alcoólica, que como o nome já diz, acontece mesmo sem o histórico de álcool.

O problema pode ser reversível e não afeta apenas quem faz ingestão de álcool abusiva. Pessoas obesas também são pacientes frequentes em desenvolver essa doença.

É indiscutível a importância que o fígado possui sobre o nosso organismo. O órgão é responsável pela fabricação e transformação dos alimentos em proteínas, além das gorduras e açúcares.

Os riscos de lesão hepática aumentam gradativamente conforme o acúmulo de gordura no fígado. Quando o paciente tem histórico de ingestão de álcool, a doença pode evoluir para cirrose hepática e muitas vezes causar a morte.

esteatose

 

Como se adquire

A doença apresenta diversos fatores responsáveis pela causa da esteatose hepática. Dentre os principais motivos destacam-se o histórico com excesso consumo de álcool, paciente que possuíram diagnostico de hepatites virais, pacientes diabéticos, pessoas que sofrem de obesidade e também os pacientes que apresentam alterações como colesterol e triglicérides.

A alimentação também está relacionada ao desenvolvimento da doença. Dietas com a falta de proteínas são aliadas a propiciar a doença.

Há estudos que apontam a obesidade como um dos fatores principais do desenvolvimento da doença. Cerca de 70% dos pacientes são obesos.

Quem sobre de diabetes e colesterol acima do normal também estão mais vulneráveis para desenvolver a doença.

Além disso, pessoas que não apresentam as principais características da doença também podem sofrer de estestose hepática. Mas esse histórico não é muito comum.gordura-no-figado

Quando gestante as mulheres também podem desenvolver o quadro. A doença tem as mulheres como principais paciente, contudo, homens com os fatores indicados também correm o risco de enfrentar a enfermidade.

 

Sintomas

Alguns pacientes apresentam alterações em exames de sangue que possam referenciar o fígado. Durante a realização de um exame físico é possível identificar o aumento do fígado.

Essa referência também pode acontecer com exames de imagens como a ultrassonografia de abdome, ressonância magnética e tomografia.

Um sinal que pode ajudar a identificar a doença são dores na região abdominal e o paciente pode ficar com a pele e olhos em tom mais amarelado.

Uma das reclamações constantes dos pacientes que sofrem de esteatose são fadiga e também uma sensação pesada no abdômen.

Há pacientes que quando atingem o nível avançado da doença podem não apresentar sintomas.

 

Diagnóstico

Para identificar e traçar o diagnóstico da doença é necessário checar o histórico clínico do paciente.

Em seguida, exames de imagem que permitam a visualização do fígado são essenciais para identificar a doença. Dentre esses exames destacam-se a tomografia, ultrasson e também a ressonância.

A biopsia pode ser solicitada para concluir a investigação, mas não é regra e muitas vezes é possíveis identificar apenas com os exames e histórico clínico.

Uma vez que diagnosticado o problema por meio dos exames não há necessidade de repeti-los. Com isso, é necessário partir a segunda fase, que é o tratamento da doença.

 

Como é feito o tratamento

A doença não apresenta um tratamento regrado. Os fatores que causam a doença é que devem ser alterados. Em paralelo, é indicado que a mudança na qualidade de vida para hábitos mais saudáveis sejam agrada para eficiência do tratamento.

Perder peso é uma das medidas mais importantes para quem sofre da doença e é obeso. Praticar atividades físicas também inclui o processo de tratamento.

Aos pacientes que sofrem de diabetes e colesterol, o controle dessas doenças é essencial para o andamento e eficácia da esteatose.

Quando a motivação da doença vem da ingestão exagerada de bebida alcoólica é necessário que o paciente suspenda essa prática o mais depressa possível.

É possível que o médico responsável pelo tratamento da doença indique uma dieta personalizada e também o uso de medicamentos. Contudo, é necessário que seja receitado por um médico e que o paciente faça acompanhamento para garantir a eficácia do tratamento.

Esteatose-hepatica

 

Como prevenir

A prevenção da doença consiste basicamente em tratar os efeitos que causam a doença.

Quem tem o hábito de beber em excesso deve rever essa atitude, pois além de ser um causadores da doença, pode desencadear em uma outra enfermidade, chamada cirrose hepática. Neste caso é possível que o paciente não resista. Muitos casos de cirrose hepática levam à morte.

As pacientes que são obesos também devem tratar do controle de peso, que além de evitar a esteatose, proporciona uma vida mais saudável, garantindo a qualidade de vida.

Os demais pacientes em risco, que são os diabéticos e também as pessoas que sofrem de colesterol alto, devem controlar essas doenças. O tratamento dessas enfermidade é feito com orientação médica. Assim, o paciente trata essa doença e evita o desenvolvimento de outras, como no caso da esteatose hepática.

Tags: , , , , , ,

2 Comentários

  1. jose eliezio disse:

    gostaria de saber como trata _lo essa doença?

  2. Rafael disse:

    Tenho esta doença (constatada através de uma ultrasonografia total do abdome). Fiz um exame de sangue (Hepatograma) para analisar as celulas do figado e está normal. Apesar da médica detectar o aumento do volume do meu fígado pelo ultrasom, o exame de sangue “nao disse nada” a respeito. Sinto dores no lado direito da barriga à noite e quando bebo café (não estou associando o uso de café com o meu problema, mas tenho a impressão que está me fazendo mal). Tenho reduzido bastante a minha alimentação a quase nada com gordura (afinal o que não tem gordura ?). No café da manhã eu uso leite integral em pó (Parmalat) e biscoito integral. Espero ficar logo curado, em NOME DE JESUS.

Deixe o seu comentário!