Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Exames/Procedimentos > Eletroencefalograma

Eletroencefalograma

O que é eletroencefalograma?

É um método utilizado para analisar a atividade elétrica do cérebro de forma espontânea. Através de eletrodos posicionados na cabeça do paciente é possível fazer esta medição elétrica. Como a atividade espontânea já está presente desde o nascimento, este método pode ser utilizado em todas as pessoas, desde recém-nascidos a idosos.

O exame foi criado em 1929 por Hans Berger e é basicamente utilizado, porém não unicamente, no diagnóstico de epilepsias e as doenças relacionadas. No eletroencefalograma os sinais elétricos são captados e ampliados via poderosos circuitos ampliadores, que recebem o nome de amplificadores diferenciais.

Este sistema amplia as diferenças de potencial de dois pontos, um com maior e outro com menor voltagem. Desta forma um traçado gráfico é gerado e impresso em um papel especial por meio de penas. Atualmente, após a conversão dos aparelhos analógicos para digitais, este traçado também pode ser visto em uma tela de computador. Para esta finalidade, criou-se uma série de softwares específicos como o EEG-Holter.

o que é eletroencefalograma

 

Quando é indicado

O eletroencefalograma é muito indicado em suspeitas de alterações na atividade elétrica do cérebro e em suspeitas de alteração dos ritmos cerebrais. Pacientes com indícios de epilepsia podem ser perfeitamente diagnosticados via este procedimento, assim como os que estão com indícios de disfunções da consciência.

Uma variedade de doenças psiquiátricas e neurológicas pode ser detectada com o eletroencefalograma, tanto as degenerativas quanto as infecciosas. É muito utilizado no diagnóstico de encefalites, de tumores cerebrais e de enfermidades metabólicas. Este método também é eficiente para verificar o grau do coma em certas circunstâncias, já que comas mais profundos possuem alterações diferentes dos mais superciciais.

 

Como é o procedimento

Inicialmente faz-se uso de uma pasta condutora para fixar os eletrodos no coro cabeludo do paciente. Esta pasta ainda permitirá a aquisição adequada dos sinais a serem recebidos. Um registro espontâneo é captado durante a vigília, com o paciente acordado. Em eletroencefalogramaseguida, faz-se o registro da atividade cerebral em estado de sonolência e durante o sono.

As diversas anormalidades serão melhores detectadas caso seja feito o registro do maior número de estados possíveis. Após o método ser aplicado de forma espontânea são feitas as provas de ativação. Durante estas provas o paciente é solicitado a fazer incursões respiratórias rápidas e forçadas por um período de cerca de 4 minutos. Então, a fotoestimulação intermitente começa. A pessoa é posicionada de frente para uma lâmpada que produz flashs com frequências variadas. Com isto é possível diagnosticar mais facilmente alterações cerebrais.

Muitas vezes é preciso aplicar um leve sedativo em crianças, pois estas podem não responder bem aos artifícios utilizados para um bom resultado. Nestas situações, os registros são feitos durante o sono induzido e, para finalizar, a criança é despertada e analisada durante o estado de vigília. O traçado produzido durante o eletroencefalograma será analisado e as informações serão passadas ao paciente.

 

Quais são os preparativos

Para dar início ao procedimento o indivíduo necessita estar bem alimentado e com os cabelos limpos. Estes devem estar secos e sem cremes ou algo que dificulte a fixação dos eletrodos. Como a sonolência é algo importante para o exame, recomenda-se que o paciente seja privado do sono no dia anterior ao eletroencefalograma. Caso seja impossível ficar acordado a noite inteira, é importante que ao menos parte do descanso seja excluída. Desta forma o método será mais eficiente, já que é preciso entrar e sair de estado de vigília.

Todo o processo tende a durar aproximadamente 20 minutos. É indolor, rápido e seguro. A sedação pode ser aplicada em pessoas com dificuldade para adquirir sonolência. De forma geral, portanto, não existem muitos preparativos para tal procedimento. Basta se privar do sono na noite anterior e comparecer ao local bem alimentado.

 

Riscos e efeitos colaterais

Na grande maioria das vezes o eletroencefalograma não envolve risco algum e nem produz efeitos colaterais. Os eletrodos são posicionados, o registro é efetuado e a análise é feita pelo médico.

Entretanto, durante as provas de ativação, alguns pacientes podem, por ventura, enfrentar crises epilépticas. Porém, o decorrer do exame depende do estado do paciente e da doença a ser diagnosticada. Pessoas que optarem por sedação necessitam comparecer ao local acompanhadas, pois esta não estará apta a ir embora guiando. Nestes casos o repouso é recomendado.

Não existem contraindicações ao eletroencefalograma. É um método seguro, rápido, eficiente e não invasivo. A pasta aplicada no couro cabeludo sai facilmente e nenhum desconforto é gerado. Pacientes com seborreia excessiva ou infecções de pele que atinjam o couro cabeludo podem provocar certa dificuldade na fixação dos eletrodos. Nestas situações o médico é capaz de suspender o exame e solicitar alguma outra abordagem.

EEG

 

O que ocorre após o exame

Provavelmente, após o exame o paciente irá se dirigir a sua casa e descansará por um bom tempo. Uma noite privada de sono deixa muitos irritados e incapazes de realizar as tarefas mais simples do dia a dia.

Todos estarão aptos a trabalhar, salvo quando do uso de sedativos. O eletroencefalograma é um procedimento seguro que não gera efeitos colaterais. Pode ser realizado em crianças e adultos e não provoca dor alguma.

Os resultados tendem a sair rapidamente e é preciso levar ao médico solicitante. Este irá avaliar a situação e, ao ser necessário, solicitar alguns outros exames. Muitas doenças severas podem ser detectadas precocemente através de um método como este. Esteja sempre em dia com os exames de rotina e, diante de qualquer sinal, não hesite em buscar por ajuda. Caso busque, o médico fará uma análise clínica e poderá solicitar exames. Estes devem ser realizados para que o organismo possa monitorado. Quando os resultados são positivos a consciência fica tranquila. Quando são negativos é preciso dar início a um tratamento.

A grande maioria das doenças, quando precocemente diagnosticadas, possui bom prognóstico. Portanto, é imprescindível consultar um médico com frequência e recorrer a este diante de sinais que seu corpo esteja enviando. O eletroencefalograma é simples e o dia pode correr conforme o usual após o exame. Portanto, não deixe de cuidar da sua saúde.

TEMOS MAIS ARTIGOS PARA VOCÊ:

6 comentários em “Eletroencefalograma

  1. O ambiente para a realização do exame interfere no resultado? Uma sala na penumbra e em silêncio gera resultado diferente do exame realizado numa sala que absorve o barulho de portas batendo, pessoas conversando e até passos pelo corredor? Os exames de minha filha tiveram resultados totalmente diferentes no intervalo de um ano. Após um ano de tratamento o exame dela deu normal, e neste ano, após o segundo ano de tratamento o exame realizado na situação que descrevi acima teve um resultado completamente fora da normalidade. Faremos o exame novamente, mas quero tirar esta dúvida.

  2. O exame tem como finalidade estudar ondas cerebrais…. Não tem muito haver com problemas cardíacos…. Mas se vc tem duvidas pode solicitar uma consulta com o cardiologista do seu marido e pergunta se é. Realmente necessário…

  3. Meu marido é portador de marcapasso.tem arritmia e um dos médicos que o atendeu discofia de que ele tenha displasia arritmogênica e vive tendo episódios de síncopes. Ele pode fazer exame de eletroencefalograma/

  4. boa noite ,tenho de fazer esse exame em meu filho ele tem 4 anos e 6 meses ,com o peso de 24 kilos ,mas me informaram na clinica que não pode ter mais de 23 kilos ,devido a sedação ,o que tem a ver isso ,por favor me responda

    1. Pedro, 1kg, não será impedimento para a realização do exame em seu filho,procure seu médico e converse com ele p ele indicar uma clinica p realização do exame do seu filho.ok?

  5. ola bom dia queria saber se tem como fazer esse exame sem esta com sedado ou com sono? pois vamos iniciar este exame na clinica .como faço fazer essa pasta?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>