Dominio: saudemedicina.com
Chave: 4f41bbe26cb2150d3399d6abc90ed5833fd644bd
Hora do cache: 1466871772
Vida do cache: 1468095993
Status: 1
Mensagem: Licença válida
Chave do Pedido: f9bc4ed353b966a60e9e5f09397305f5e150c0ad
Chave do Produto: PROKEY
Scroll Top

EDEMA PULMONAR | Causas, Sintomas e Tratamento

Edema pulmonar

Esta complicação ocorre quando há um acúmulo de líquidos no pulmão. É uma das mais frequentes causas de emergências médicas. Neste artigo vamos falar um pouco a respeito de edema pulmonar considerando os seguintes tópicos:

 

  • O que é edema pulmonar;
  • Como se adquire;
  • Quais são os sintomas;
  • Como é feito o diagnóstico;
  • Como é o tratamento;
  • Como prevenir.

 

O que é edema pulmonar?

Edema pulmonar é quando ocorre acúmulo de líquido no pulmão. Caso aconteça de forma abrupta pode gerar muita preocupação, pois coloca a vida em risco. Geralmente tem relação com doenças no coração e o sangue é o líquido que fica acumulado, porém pode ter diversas outras causas.

Grande parte das emergências médias tem relação com casos de edemas pulmonares. Caso o tratamento adequado não comece assim que o quadro tiver início a pessoa pode morrer em poucas horas. Desta forma, quando possível, faz-se de extrema necessidade o monitoramento de doenças cardíacas e de outras causas de edema.

edema pulmonar agudo

 

Como se adquire?

O edema pulmonar costuma ser uma espécie de resposta a outras complicações médicas. Por exemplo, problemas no coração, doenças como cardiomiopatia, infarto ou disfunções nas válvulas cardíacas, caracterizam-se por uma fraqueza no coração. Desta forma o sangue não circula corretamente e pode acabar acumulando nos pulmões. Esta é uma das principais causas de edema.

Quando há diminuição de proteínas no sangue também pode ocorrer retenção de líquidos nos pulmões. Alguns medicamentos e reações alérgicas também podem desencadear quadros deste tipo, assim como o uso de drogas e a radioterapia para tumores no peito. Além destas causas, muitas outras podem levar a um edema pulmonar, estas são, entretanto, as mais comuns.

 

Quais são os sintomas?

São bem característicos os sintomas de uma pessoa com edema pulmonar. A respiração fica curta e tarefas do dia a dia dificultadas. Ocorre falta de ar e tosse com expectoração em alguns casos. Taquicardia, aumento da pressão arterial, chiado no peito e ansiedade.

A sensação de aperto no peito é constante e a pele pode se tornar azul (cianose).

  • Tosse;
  • Batimentos cardiacos acelerados;
  • Ansiedade;
  • Falta de ar;
  • Outros sintomas também poderão aparecer.

 

Como é feito o diagnóstico?

Geralmente, diante dos sintomas descritos acima, o paciente procura um médico. Através do histórico do paciente e de exames clínicos o médico costuma suspeitar de edema pulmonar. Uma radiografia do tórax traz a confirmação do diagnóstico ao mostrar a existência de líquido no pulmão. Assim que tiver certeza sobre quadro, deve-se dar início imediato ao tratamento.

 

Como é o tratamento?

edema pulmonarO tratamento varia bastante de acordo com o caso. Quando o edema é do tipo emergencial, devido a um infarto, por exemplo, medidas devem ser tomadas com pressa e precisão. Geralmente, faz-se a administração de oxigênio via máscara fácil, cateter introduzido no nariz ou ventiladores mecânicos.

Caso a complicação seja devido à falta de proteína no sangue, esta necessidade deve ser suprida através de dosagens da substância. Caso seja devido à insuficiência cardíaca, medicamentos são prescritos com intuito de ajudar o coração a bombear o sangue. Assim por diante.

 

Como prevenir?

Uma das principais formas de prevenir o edema pulmonar é através do monitoramento da sua saúde. Diante da existência de alguma complicação médica que possa vir a levar a um edema, todos os cuidados devem ser necessários. Por exemplo, pacientes com músculo cardíaco enfraquecido são pessoas predispostas a desenvolverem edema a qualquer momento. Estas devem estar sempre tomando os medicamentos corretamente e realizando uma série de exames para monitorar a saúde.

Radiografia de tórax, gasometria arterial, exames de sangue diversos e quantificação de urina diária são monitoramentos úteis para a prevenção de edemas pulmonares. Além disto, levar uma vida saudável, praticar caminhadas e exercícios físicos e ter uma boa alimentação são medidas importantes na prevenção não somente desta como de muitas outras doenças. Evite ingerir alimentos gordurosos e bebidas alcoólicas. O ato de fumar também é extremamente prejudicial neste caso.

Consultas regulares ao médico e a realização de exames de rotina são super indicados. Desta forma é possível um bom monitoramento da saúde e doenças podem ser diagnosticadas e tratadas o quanto antes. Esteja sempre atento aos sinais que seu corpo está lhe passando e, diante de quaisquer sintomas, consulte imediatamente um médico especialista. Cuide da sua saúde. Ela deve vir sempre em primeiro lugar.

6 Comentários

  1. augusto melo disse:

    Srs preciso de uma informação sobre edema pulmonar. Poderei viajar de avião depois de ter alta hospitalar??? é ou não aconselhável?? Obg

  2. Joanides Valério disse:

    Gostei Muito Bem Esticado Sobre o Edema Pulmonar

  3. salete da graça evers disse:

    Há possibilidade de uma pessoa no caso 80 anos ter problemas de secreção, catarro, alergia ou àgua nos pulmões pelo uso contínuo dos medicamentos: omeprazol e losartana?

  4. salete da graça evers disse:

    Os medicamentos: omeprazol e losartam podem causar secreção, catarro, alergia, quando usados por um longo período para tratar de gastrite e ulcera e pressão alta?

  5. Tatiana disse:

    oi, fiquei em dúvidas sobre a duração do tratamento… E quanto tempo é eliminado o edema pulmonar?.
    obrigada!!!

  6. Eddy disse:

    O site ajudou me muito pois queria saber mais sobre a doença que me tirava o sono. Agora estou sob tratamento internado e nao sei quanto tempo vai demorar

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.