Cisto Sebáceo

Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Doenças > Cisto Sebáceo

O que é Cisto Sebáceo?

Também conhecido como cisto epidérmico, a doença é um caroço que fica localizado abaixo da pele. Tem cheiro forte e pode ter vários tamanhos, mas a forma normalmente é arredondada.

O conteúdo interno do caroço é chamado de sebum, que trata-se de um líquido branco com cheiro forte e o entorno da pele é gorduroso.

As regiões mais vulneráveis para o aparecimento do cisto são o couro cabeludo, órgãos genitais e também orelhas. Mas isso não é uma regra. O caroço pode aparecer em qualquer parte do corpo, com exceção da palma das mãos e os pés. Não existem diagnostico dessa doença nessa região do corpo.

O cisto geralmente cresce, e com isso, traz ao paciente desconforto, além da aparência que causa constrangimento a quem sofre com o problema.

A doença também é conhecida por outros nomes, são eles cisto epidérmico, queratinoso e epidermoide, mas é apenas uma questão de nomenclatura, pois o tratamento é o mesmo.

Há alguns estudos que apontam que a doença possa estar ligada a questões genéticas, em alguns casos. Por isso, independente de ter ou não o problema, não custa nada investigar casos passados na família, assim fica mais fácil para identificar e até tratar o problema, caso o cisto possa a se desenvolver no paciente.

cisto sebaceo

 

Como se adquire

A doença acontece com base no acúmulo do conteúdo do cisto nas glândulas, que pode ser encontrada tanto na epiderme quanto na derme.

Após um trauma na região afetada é um dos indícios da doença, pois a lesão na pele pode causar a formação do cisto.

Geralmente, o caroço do cisto além de aparecer no couro cabeludo, órgãos genitais e também orelhas, podem se desenvolver no pescoço e rosto.

Durante o desenvolvimento do caroço, eles crescem lentamente, mas não causam dores no paciente. Se não for tratado, o cisto sebáceo pode ficar inflamado.

 

Sintomas

Quando o caroço está em desenvolvimento na pele, geralmente não apresenta dores. Mas, se o cisto estiver inflamado, o paciente vai sentir que a região do caroço está em temperatura fora do normal e fica mais quente, em paralelo, a região fica sensível e avermelhada.

Se o caroço estiver em desenvolvimento no couro cabeludo é possível que o paciente sinta incômodo em simples ações do dia a dia, como tomar um banho e lavar os cabelos, por exemplo.

Se houver infla,ação, o paciente apresenta sintomas como calor no local do caroço e a pele fica mais avermelhada, também nas mediações onde está o cisto sebáceo.

 

Diagnóstico

Com a constatação do principal sintoma doença, que é o carocinho, o médico deve realizar exame clínico para confirmar o diagnóstico, que passa por analises patológicas.sebaceo

Com o diagnostico preciso do cisto sebáceo, o médico vai indicar a melhor forma de tratamento, que na maioria das vezes consiste em um processo cirúrgico bem simples, que remove o cisto.

 

Como é feito o tratamento

O tratamento vai depender de cada caso e quando inflamado o tratamento também é diferenciado.

Alguns pacientes passam por processo de tratamento via medicamento e em seguida o processo cirúrgico para remoção do caroço.

O caroço não é cancerígeno, mas deve ser removido assim que constado e passa por uma análise, apenas por precaução.

Em alguns casos, pode ser que o tratamento seja feito em casa mesmo, sem a necessidade de medicamentos ou cirurgia. Mas é essencial que o processo seja acompanhado e indicado pelo médico.

Pode ser que haja a necessidade de drenar o cisto para depois removê-lo com a cirurgia.

Se o cisto estiver inflamado, é necessário que se faça primeiro o tratamento com medicamento, que tende a desinflamar a região, para depois disso o paciente poder ser submetido a uma cirurgia.

Com a ingestão dos antibióticos, o caroço tende a desinflamar, essa é a preparação para que o paciente possa ser levado para a cirurgia e com isso, faça a remoção total do cisto.

Esse procedimento deve ser realizado exclusivamente por um médico, após a realização dos exames necessários para entender cada caso.

 

Como prevenir

Depois que constatado o problema, ou até antes disso, o paciente não pode espremer os cistos, pois o contato do líquido com a pele pode causar reações adversas, causando novas inflamações.

Quando o cisto é grande, pode ser que haja complicações no dia a dia do paciente. Neste caso, procure um médico assim que identificado o problema para que o tratamento seja iniciado o mais rápido possível.

Existe a possibilidade de que o cisto volte, mesmo depois da remoção cirúrgica. Neste caso, o paciente vai passar por todo o processo novamente, mas será necessário que se faça uma investigação mais elaborada, para entender a motivação do desenvolvimento dos caroços.

O acompanhamento de um médico dermatologista pode ser interessante, pois vai avaliar outras medidas de prevenção da doença, como produtos, cremes e alimentos que possam ajudar no combate dos cistos.

Tags: , , , , ,

4 Comentários

  1. jeane caribé disse:

    Ola eu ja tive pela 3 x em partes diferentes como o rosto e acxilas,e é muito doloroso,queria saber o tratamento para que não volte mais, os médicos aqui dizem q pode ser devido ao uso do prestobarba incorretamente,não suporto mais, tem algum medicamento que evite que reapareça .

  2. juliana oliveira disse:

    por gentileza peciso de uma informação, meu marido caiu de costas em uma escada e adquiriu um caroço enorme nas costas bem la em baixo na coluna. o que pode ser isto? sem dor.

  3. sirlei alves costa casarotto disse:

    tenho cistos no rim no direito tenho dois no esquerdo tenho tres sao considerado simples mais tenho caso familiar feio meu tio morreu fazendo emodialise que exame posso fazer mais profudo para ter mais chance de saber como me curar tenho 29 ano dependo do sus tenho medo de nao ver meus filhos crecer

Deixe o seu comentário!