Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Doenças > Cisto Pilonidal

Cisto Pilonidal

O que é cisto pilonidal?

É um nome dado ao mais comum entre os cistos dermóides. O cisto pilonidal fica localizado na região sacral, ou seja, bem embaixo da área lombar, próximo ao início do sulco das nádegas.

Apesar do nome, o transtorno não pode ser caracterizado como um cisto verdadeiro, sendo, na realidade, um resquício de pele embrionária. Durante a gestação dobras de pele são comumente formadas no feto. Estas tendem a desaparecer de maneira espontânea, no entanto, algumas podem sobrar no interior da pele.

Esta alteração recebe o nome de fenda embrionária. Quando muito notável passa a ser chamada de cisto pilonidal. Geralmente estes cistos possuem em seus interiores pelos e também glândulas sebáceas. Glândulas sudoríparas são frequentes nos locais, sendo que as lesões pioram bastante com o aumento da sensação de calor, pois o suor fica acumulado no interior da pele.

É indicado ficar atento aos sinais e buscar por tratamento o mais rápido possível. Na grande maioria das vezes é preciso uma retirada cirúrgica. Não existe uma forma de se prevenir o transtorno. A melhor forma de se manter longe de um cisto pilonidal é realizando exames de rotina e mantendo o organismo sempre bem monitorado.

Cisto Pilonidal

 

Sintomas do cisto pilonidal

As manifestações clínicas do cisto pilonidal tendem a surgir logo no começo da idade adulta ou ainda na adolescência. A enfermidade começa como uma leve inflamação na zona sacral, gerando desconforto, principalmente quando se passa tempo demais sentado. Com a evolução do problema outros sintomas tendem a surgir, como:

  • Lesão nodular de 1 a 5 cm;
  • Zona com consistência amolecida;
  • Sinais de inflamação;
  • Calor;
  • Vermelhidão;
  • Dor.

O calor e o atrito devido ao uso de calças apertadas, por exemplo, são fatores fundamentais para o desenvolvimento da inflamação. Durante a Segunda Guerra Mundial esta enfermidade era chamada de doença do Jeep, pois os soldados que ficavam muito tempo sentados nos Jeeps sofriam com este transtorno. Diante destes sinais, não hesite em buscar pela ajuda de quem entende do assunto. Um tratamento necessita ter início o mais rápido possível.

 

Diagnóstico e tratamento

Para detectar o real problema, o médico irá avaliar fisicamente o paciente. Este deverá também responder a algumas questões, de forma a estabelecer um histórico de sua família e do seu próprio estado de saúde.

A grande maioria dos cistos dermóides, assim como o cisto pilonidal, são tratados através de uma cirurgia. Os cistos necessitam ser removidos e fechados, de forma a evitar maiores transtornos.

O procedimento é rápido e não provoca muitos incômodos. A cicatrização também tende a ser bastante tranquila. O fechamento cirúrgico fica impossibilitado quando o local está inflamado. Portanto, a melhor hora para tratar o cisto é durante o silêncio da lesão.

Antibióticos costumam ser utilizados quando as lesões não estão podendo ser tratadas cirurgicamente. É preciso ficar de olho no evoluir da condição, para que não haja transtornos futuros. Diante dos sintomas não hesite em procurar por ajuda. O cisto pilonidal necessita de um tratamento adequado.

Tags: , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!