CERVICITE

Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Doenças > Saúde da Mulher > CERVICITE

Cervicite

Cervicite é uma espécie de inflamação do colo do útero bastante frequente em muitas mulheres. Esta inflamação recebe também o nome de cérvix uterino e nem sempre apresenta sintomas. Neste artigo vamos falar um pouco a respeito da cervicite considerando os seguintes tópicos:

 

  • O que é cervicite;
  • Como se adquire;
  • Quais são os sintomas;
  • Como é feito o diagnóstico;
  • Como é o tratamento;
  • Como prevenir.

 

O que é cervicite?

cerviciteCervicite é uma inflamação do colo do útero. Geralmente acomete mulheres com idade entre os 18 e 25 anos. A forma mais comum de cervicite é a bacteriana, entretanto, esta complicação pode ser causada por diversos microrganismos diferentes. Em alguns casos a mulher não apresenta quaisquer sintomas de cervicite. Por isto, é extremamente recomendado a realização de exames ginecológicos periódicos para o diagnóstico e o tratamento deste quadro. Caso este problema não receba a devida atenção, sérias complicações médicas podem surgir.

Costuma-se dividir o problema em casos crônicos e agudos. Quando um material é colhido para a leitura e análise é possível se diagnosticar um caso de cervicite crônica. Já a do tipo aguda somente é notada através de exames ginecológicos. Por este motivo, deve-se ficar atenta ao problema, já que, quando não tratado pode levar até mesmo à infertilidade.

 

Como se adquire?

A cervicite pode ser causada por diversos agentes. A bacteriana pode se desenvolver, por exemplo, devido à proliferação desregulada de alguma bactéria natural da flora vaginal. Também é possível haver contágio através de relações sexuais. Neste caso, as infecções por Clamydia Tracomatis ou Neiserriae Gonorreae são as mais frequentes e representam grande parte dos casos de cervicite.

A gravidez também é um fator que costuma desencadear problemas como este. Sensibilidade a produtos químicos, incluindo os que estão presentes nos espermicidas e no látex das camisinhas também podem ser agravantes. Múltiplos parceiros sexuais e hábitos de higiene indevidos favorecem ao desenvolvimento da inflamação. Algumas vezes, o uso de anteconceptivos orais pode ser também um fator desencadeante.

Outras doenças femininas

 

Quais são os sintomas?

cervicite sintomasGrande parte das mulheres não apresenta sintomas relacionados à cervicite. Em alguns casos estes se manifestam de forma vaga ou inespecífica. Os sintomas clássicos, quando presentes, são dor intensa na região do baixo ventre, dor quando ocorre toque vaginal, secreção purulenta, febre e, em certas circunstâncias sangramento durante a relação sexual.

 

Como é feito o diagnóstico?

O médico ginecologista irá realizar uma série de exames como o de papanicolau, para que, com isto, possa se chegar ao agente provocador dos sintomas. Através do histórico do paciente também pode se chegar a uma suspeita de caso de cervicite. Como muitas mulheres acabam não apresentando sintomas, o exame de papanicolau deve ser realizado sempre que houver consulta a um médico. Desta forma, o organismo fica monitorado e, caso esteja surgindo alguma irregularidade, pode-se dar início ao tratamento adequado.

 

Como é o tratamento?

Dependendo do agente causador da cervicite utiliza-se o medicamento mais adequado. Geralmente, faz-se o uso de antibióticos e recomenda-se a restrição sexual. O parceiro também deve ser analisado quando o diagnóstico for comprovado e, caso seja necessário, este também receberá tratamento.

cervicite tratamento

 

Como prevenir?

O uso da camisinha em todas as suas relações sexuais é de extrema importância. Manter bons hábitos de higiene também é muito recomendado. O parceiro sexual dever ser analisado caso o problema exista para que não ocorra uma reinfecção. Procure limitar o número de parceiros sexuais. Uma boa alimentação e a prática de exercícios físicos ajudam a melhorar a saúde, com isto, sua imunidade estará sempre alta e o organismo protegido de infecções.

Exames preventivos, como o de papanicolau, devem ser realizados frequentemente. Todas as mulheres com mais de 18 anos de idade ou que já possuam vida sexual ativa, devem consultar o ginecologista e realizar exames como este periodicamente. O exame é indolor e seguro e ajuda a diagnosticar precocemente uma série de complicações médicas, inclusive o câncer do colo do útero.

Esteja sempre em dia com a sua saúde e converse bastante com o seu médico ginecologista. O uso de medicamentos e de anticoncepcionais também podem ser fatores que estejam gerando a cervicite. O tratamento pode ser rápido e fácil, basta realizar uma consulta para o correto diagnóstico.

Tags: , , , , ,

6 Comentários

  1. Edileuza Amelia de Andrade disse:

    eu sinto dor na bariga

  2. marcia disse:

    muiiiiiiiiito bom …

  3. Brenda disse:

    Se n tratada pode virar um câncer ou outra doença?

  4. Joanita disse:

    Foi muito important pra mim,fui ao ginecologista hoje e fiz o exame ginecologico e o medico suspeita cervicite fez e fez o exame d papanicolau assim aguardo o resultado.estou preucupada com as complicacoes.se o diagnostico e o tratamento forem bem feitos sera k nao tera complicacoes?e se tiver quais por exemplo?

  5. maria dijerlucia disse:

    tenho 38 anos e pela primeira vez fui fazer o exame de papanicolau e a ginecologista diagnosticou um polipo endocervical…. fiz a retirada do polipo e o material foi encaminhado para analise e o resultada foi de ; cervicite cronica e moderada…. poxa como doeu os dois exames, fiquei sangrando uns 8 dias, muito esquisito… tenho que levar o resultado para minha ginecologista, poxa nao faço sexo a um tempo mais de 3 anos e um diagnostico desse! fiquei muito preocupada…..

  6. bonde das maravilha disse:

    é uma doença seria existe serios tratamentos

Deixe o seu comentário!