Calázio

Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Doenças > Calázio

O que é calázio?

É um inchaço na pálpebra provocado por uma inflamação nas glândulas responsáveis por produzir o material sebáceo. O calázio é confundido por muitos com o terçol, enfermidade que também provoca inflamação na pálpebra, entretanto, esta é causada por uma infecção nos folículos ciliares, que leva à formação de nódulos dolorosos na borda do olho. Enquanto que o calázio, por outro lado, é apenas uma reação ante alguma obstrução na glândula que acaba levando ao quadro inflamatório.

Esta doença é caracterizada por um cisto que se forma na pálpebra. Este cisto é gerado devido à inflamação de alguma das glândulas de Meibomius, que ficam situadas tanto na pálpebra inferior quanto na superior. Mesmo após o controle da inflamação o nódulo pode permanecer. Este apresenta um formato arredondado, liso e duro. O paciente não sente dor, apenas um incômodo na região.

Não há qualquer forma de distinção entre sexo ou idade que favoreça o desenvolvimento do calázio. Quando não tratado o cisto pode adquirir proporções consideráveis, porém, na maioria dos casos a cura é espontânea. Apesar de tal característica, é imprescindível que se busque por ajuda médica diante de qualquer sinal, pois somente um profissional pode avaliar cada caso e determinar a melhor abordagem.

calázio

 

Agente causador

É uma inflamação em um das glândulas que produzem o material sebáceo que leva a esta condição. Estas glândulas recebem o nome de glândulas de Meibomius e ficam localizadas na parte superior e inferior da pálpebra. A doença não é provocada por bactérias, todavia estas podem vir a se instalar no local quando a inflamação não é rapidamente controlada.

Pessoas com pele oleosa possuem maior tendência a desenvolverem calázio, sendo o tipo de pele o único fator que posiciona indivíduos em um grupo de risco. Portanto, é preciso ficar atento à saúde do rosto e do corpo.

 

Como se descobre a doença (diagnóstico)

Diante dos sintomas muitas pessoas logo tendem a buscar por ajuda médica. O cisto no olho pode adquirir uma aparência bastante assustadora. Através da análise clínica o médico já começa a suspeitar de um caso de calázio. Uma conversa com o paciente também pode trazer informações consideráveis. Na grande maioria dos casos o cisto tende a desaparecer sozinho, não deixando nem mesmo calázio nos olhostempo para que uma consulta médica seja agendada. Entretanto, é de extrema importância que se dirija ao consultório médico mesmo assim, pois o profissional poderá avaliar o estado do olho e verificar se não restaram vestígios ou complicações.

É possível se distinguir um terçol de um calázio apenas por meio da análise clínica. O terçol provoca inflamação mais na borda da pálpebra, já bem perto dos cílios, e causa dor e rubor. Enquanto que o calázio, por outro lado, costuma provocar inflamação na pálpebra como um todo e não produz dor.

É importante estabelecer o diagnóstico diferencial para o tratamento ser efetivo. O terçol, por exemplo, é provocado por bactérias e o tratamento envolve antibióticos. Já o calázio é uma mera inflamação, e necessita de outra abordagem.

 

Sintomas

A evolução do calázio e do terçol são bem semelhantes. Após cerca de 2 ou 3 dias ambas as doenças costumam ter uma regressão espontânea. O calázio, entretanto, pode reaparecer como um granuloma, e a reincidência ser constante.

Os sintomas da enfermidade em questão costumam ser evidentes. Logo no início surge um nódulo duro, liso, redondo e subcutâneo que é fácil de se apalpar. Este é indolor, porém pode atingir dimensões consideráveis, provocando danos no globo ocular e alterações na curvatura corneana.

A cura costuma acontecer sem qualquer espécie de intervenção. Em alguns casos, entretanto, o nódulo pode persistir por um longo período, deixando a região vulnerável à contaminação por alguma bactéria. Apesar de não produzir muitos transtornos o calázio deve receber a devida atenção. Assim como em todas as doenças, o tratamento é o melhor remédio.

 

Prevenção

Esta condição costuma acometer mais as pessoas que possuem a pele oleosa, sem distinção de sexo ou idade. Desta forma, uma boa medida preventiva é manter a pele limpa e sempre muito bem lavada. Faça uso de sabonetes antissépticos e quando for dormir retire toda a maquiagem utilizada durante o dia.

Caso já tenha sido portador de calázio, realize um exame para verificar a existência de astigmatismo ou miopia. Algumas vezes estas complicações acabam influindo no desenvolvimento da doença quando não tratadas. Quadros repetitivos também devem ser corretamente avaliados por um profissional, para que se verifique a possibilidade de uma causa preocupante.  Diante de qualquer sintoma não realize automedicações, já que o uso incorreto de fármacos pode, além de piorar a situação, mascarar uma doença muito mais grave. Realize exames de rotina para prevenir doenças que possam levar à cegueira. Muitas enfermidades do olho são de difícil diagnóstico até que a primeira lesão seja notada, portanto, fique atento e cuide bem da saúde dos seus olhos.

 

Tratamento

Calázios pequenos geralmente não provocam complicações e tendem a desaparecer sem a necessidade de tratamentos.  Os maiores necessitam de atenção, já que podem causar danos no globo ocular e alterações na curvatura corneana.

As medidas são simples e resultam em prognóstico positivo. Compressas mornas aplicadas sobre os olhos fechados podem ajudar. É preciso colocar um pano limpo e úmido na região por volta de 5 minutos cerca de 4 vezes por dia. Em algumas semanas o nódulo já terá desaparecido. Em alguns casos pode ser necessário o uso de antibióticos somados à compressa.

Caso o nódulo seja persistente ou reincida após as compressas mornas, uma aplicação de esteroides no local costuma ser considerada. Calázios grandes e que não tenham respondido bem aos outros tratamentos podem ser removidos via cirurgia, desde que a inflamação inicial já tenha melhorado. Não deixe de procurar por ajuda diante dos sinais descritos acima. O tratamento é simples e eficaz, portanto, não há necessidade de se conviver com algo tão incomodo. Apesar de não promover muitas complicações, é importante uma consulta ao médico para que este avalie a condição dos olhos e diagnostique com certeza o problema. Desta forma o tratamento poderá ser efetivo.

Tags: , , , , ,

7 Comentários

  1. carlos disse:

    boa tarde!!!
    eu tenho calazio a uns 5 meses. sera q fazendo a compressa pode resover?
    muito obrigado…

    • Miriã disse:

      Pode sim mais tem que fazer direto, pois eu tive e depois de tanto tentar retirar com compressa o medico decidiu mi operar, enquanto estava fazendo os exames para operar eu ainda continuava co compressa e acabou saindo o caroço e nem precisou de cirurgia

    • maria das graças leite araujo disse:

      Tive calázio durante mais de 15 anos. Nunca ficava boa, apesar de fazer todos os tratamentos que os médicos recomendavam. Fazia compressas, tomava antibióticos fortes e anti inflamatórios. Fiz 04 cirurgias e sempre o problema voltava. Quando já estava com a 5ª cirurgia marcada esperando a autorização do plano de saúde, uma médica me ensinou que nunca coçasse as pálpebras, evitasse pôr as mãos nos olhos e que lavasse os olhos com o shampoo da Johnson Chega de Lágrima. Foi um milagre o que aconteceu, pois logo na primeira vez que lavei já senti a melhora e não precisei fazer a cirurgia. Nunca mais tive calázio porque quando sinto que vai começar já lavo com o shampoo. Estou curada, graças a Deus e a Santa Luzia.

  2. PAMELA disse:

    CUIDADOS PARA OS OLHOS

  3. Murillo Faccio disse:

    Estou com calazio também, porém, antes de começar o tratamento com compressas e pomada antibiótica (Tobrex-oftalmológica), o calazio era apenas um só e não me causava dor nem incomo, era apenas um caroço na palpebra superior.Depois que comecei o tratamento com compressas quentes e a pomada antibiótico, sinto dores na palpebra e inchou bastante a palpebra também, isso é normal ?

  4. naíza disse:

    Olá, acho q estou vm calázio,pq estou tento pequenas inchacoes tanto na palpebra de cima quanto a de baixo, e vai e volta , dá um certo incomodo qndo pisco os olhos! Gostaria de saber cm faço p me tratra. Obrigado aguardo resposta!

  5. mateus disse:

    Eu já tive várias vezes isso,e o primeiro eu tive que tirar com cirurgia e os outros sumiram sozinho,mas agora me deu outro e tá muito inchado e será que usando compressas mornas uma vez por dia ele some?

Deixe o seu comentário!