BURSITE

Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Doenças > BURSITE

Bursite

A bursite nada mais é do que uma inflamação na bursa, que é uma bolsa que recobre as saliências dos ossos em nossas articulações, para amortecer e facilitar os movimentos. Saiba mais aqui sobre esta doença.

 

O que é?

Existem várias causas para o aparecimento desta inflamação. Entre elas, podemos citar os esforços repetitivos, lesões nas articulações, por traumatismo ou esforço, infecções, artrite (inflamação generalizada nas articulações) e gota (depósito de cristais de ácido úrico nas articulações).

Com o enfraquecimento muscular que ocorre nos idosos, esta doença é mais comum na terceira idade, mas pode afetar pessoas em qualquer fase da vida, principalmente os trabalhadores braçais, que fazem muito esforço e esforços repetitivos (uma das principais causas da doença).

A bursite pode afetar qualquer articulação que seja lesionada ou que sofra infecção, mas geralmente, esta doença afeta o ombro, pois esta articulação tem muitas bursas. Ela também é comum nos joelhos, quadril, cotovelos e calcanhar.

bursite

 

Alguns Sintomas

Os principais sintomas são: dores agudas no local, inchaços (edemas) na articulação afetada e, em alguns casos, restrição nos movimentos. O quadro é bastante severo e pode imobilizar uma articulação, trazendo bastante desconforto ao paciente.

O médico deverá fazer exames específicos para identificar a doença e seu estágio de evolução. Estes exames podem ser o tradicional RX e um exame físico detalhado na articulação, para excluir outros quadros possíveis que não sejam a bursite.

Qualquer dor aguda em qualquer parte do corpo deve ser analisada e profundamente investigada por um profissional competente, portanto, se você sente dores nas articulações, coluna ou outra região, deve procurar um médico imediatamente e evitar esforço no local afetado.

 

Evolução da doença

bursite no ombroA inflamação bursite surge gradualmente, inicialmente com alguma dor que pode até ser controlada com analgésicos e relaxantes musculares, evoluindo depois para uma dor aguda forte e restrição de movimento, acompanhadas em alguns casos de inchaço visível na articulação afetada.

A bursite pode ser aguda ou crônica. No caso de bursite aguda, existe apenas uma articulação afetada e a doença está em estágio inicial.

No caso da crônica, várias articulações desenvolvem a inflamação também e o agente causador (uma artrite ou até uma doença chamada gota) devem ser identificados e controlados para que as inflamações possam ser tratadas sem reincidência.

 

Um pouco sobre o Tratamento

O tratamento da bursite aguda geralmente consiste em imobilização ou diminuição completa do esforço no local afetado, aplicação de compressas com gelo, administração de medicamentos (analgésicos, relaxantes musculares e anti-inflamatórios) e, em casos graves, injeção de medicamentos no local.

Em casos muito evoluídos, uma cirurgia para retirar a bursa pode ser necessária. Este procedimento garante a recuperação total da articulação, mas o acompanhamento de um fisioterapeuta será necessário na recuperação.

Quando há um quadro infeccioso causando a bursite, são administrados antibióticos e, em alguns casos, a bursa infeccionada deve ser drenada por um procedimento cirúrgico. Este processo também não é nem um pouco invasivo e tende a resolver o problema.

Em bursites crônicas, o tratamento deve ser combinado em duas fases. A primeira deve consistir em localizar o agente causador da doença e controlá-lo. A segunda fase é semelhante ao tratamento da bursite aguda, com procedimentos e ações diretamente no local afetado.

Em ambos os casos, a fisioterapia pode ser necessária e é muito benéfica para evitar a repetição do quadro e reeducar a postura corporal. Este trabalho fortalecerá os tendões, os músculos e outras partes da articulação, fazendo com que os movimentos do paciente deixem de sobrecarregar a bursa.

Práticas como exercícios físicos regulares, boa postura corporal, alongamento sempre antes e depois de exercícios e paradas frequentes na realização de movimentos repetitivos ajudam a evitar lesões que podem levar à bursite.

Em trabalhadores que fazem esforços repetitivos, é importante a prática de ginástica laboral, muitas vezes ministrada na própria empresa por um fisioterapeuta especializado.

Um médico é sempre a pessoa mais indicada para orientar o paciente e tratar esta ou qualquer inflamação que possa surgir.

É importante procurar um profissional em caso de dor aguda ou desconforto em qualquer parte do corpo, para que ele possa identificar com precisão o quadro e o tratamento que é necessário. A bursite, como muitas outras doenças, é de mais fácil tratamento quando identificada no início.

Tags: , , , ,

8 Comentários

  1. agvaina disse:

    doutor jorge o bursite .com o derrame no braço como deve ser o tratAMENTO

  2. Ana Maria Ribeiro disse:

    Doutor tenho uma dúvida,minha mãe foi ao médico e foi constatado que ela tem bursite aguda,ela ten que fazer um raio x ele disse que só o digital e o melhor exame a se fazer. Qualquer um serve? To em dúvida,obrigada

  3. maria de lourdes fernandes disse:

    q medicamentos para dor o diabético tipo 1 pode tomar pois qdo tomo percebo q a diabete sob muito. grata

  4. ISABEL CRISTINA disse:

    Dr. tenho 46 anos, trabalho na parte de digitação, há uns 3 anos atráz, comecei a sentir fortes dores nos ombros, teve um dia em 2011, que fui pentear o cabelo, quando levantei o braço esquerdo, sentí um choque e meu braço caiu, tentei novamente, e sentí o choque novamente, passei quatro (4 ) dias sem conseguir movimentar o braço, procurei um médico e ele falou que eu tinha bursite e LER nos dedos, ele me receitou ulguns remédios e uma injeção chamada BETA 30, tomei e sentí melhora, consegui movimentar o braço e as dores pararam, mas agora, voltei a sentir dores novamente, só que agora, além do ombro, sinto dores também no cotovelo, sinto a pele do meu braço, como se tivesse queimado, quando passo a mão, sinto um ardor, estou usando “cataflan gel”, mas nao sinto melhora nenhuma, ele passou também prá eu fazer fisioterapia, levei o encaminhamento para o hospital, mas nunca foi marcado, nao sei mais o que fazer, as dores estão frequentes, nao estou conseguindo nem dormir direito. O QUE FAÇO AGORA?
    Já falei também com o ORTOPEDISTA, ele me receitou a mesma injeção que o outro médico havia passado ” beta 30″, só que agora eu tomo e nao resolve , as dores continuam. Agora estou sentindo dores também no joelho.

  5. Jaqueline disse:

    Ola , sinto em dizer que tambem tive problemas no ombro , e no nervo da perna esquerda , mas gracas a Deus com o uso de Herbalife continuo me sarou ja o nervo da perna e o ombro estou tratando , mas foi o uso continuo e diario no computador que causou isso

  6. JAQUELINI disse:

    TEM20 DIAS QUE COMEÇEI A SENTIR FORTES DORES NO OMBRO DIREITO MAS SINTO UMA DORMENCIA NO DEDO DA MAO DIREITA ASDORES SAO INSUPORTAVEIS A NOITE NAOTENHO POSIÇAOPARADORMIR E NAPARTEDAMANHA NAOSUPORTO ADOR OS ANTIINFLAMATORIOS NAO FAZEM EFEITO ALGUM GOSTARIA MUITO DE SABER COMO RESOLVER PORQUEASDORESSAO FORTES TENHO43ANOS NAO SEI MAISOQUEAZER

  7. misael disse:

    Como deve cuidar da bursite nos dois braços , sinto muita dor principalmente a noite quando estou deitado.

  8. maria disse:

    ola boa tarde , vejo que tem umas dores no ombro , cotovelo e calcanhar … no ombro o médico desse que é bursite , mas e no cotovelo e calcanhar sera que é bursite tb?

Deixe o seu comentário!