Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Plástica e Estética > Bioplastia

Bioplastia

O que é bioplastia?

Pode-se definir a bioplastia como uma cirurgia plástica que não envolve cortes e que utiliza um biomaterial compatível com o corpo humano. Alguns estudos têm sido feito com relação ao material usado e até agora se acredita que em pequenas quantidades este não faz mal ao organismo.

O biomaterial é implantado por um pequeno orifício na pele. Não é necessária nenhuma intervenção mais agressiva como pontos ou cortes. Utiliza-se micro cânulas, que são espécies de agulhas, porém com a ponta arredondada, durante o procedimento. Nervos e vasos não costumam ser lesados e tudo é realizado com anestesia local em ambiente ambulatorial.

A bioplastia é uma alternativa para quem tem vontade de mudar algo no corpo que não lhe agrade. A técnica pode ser feita em homens ou mulheres e o resultado é imediato. Através deste método é possível realçar linhas, contornos, ângulos e também corrigir imperfeições. A bioplastia pode ser realizada no nariz, nos lábios, nos glúteos, na barriga, na face, na vagina, no pênis, nas mãos e em muitos outros lugares. É um dos recentes avanços da medicina estética e tem sido procurado como uma alternativa para o rejuvenescimento por muitas pessoas. Basicamente qualquer parte do organismo pode ser preenchida com o material e ter sua característica estética transformada.

bioplastia-labios

 

Quando é indicado

Qualquer pessoa com vontade de mudar algo que lhe incomode no corpo pode recorrer à bioplastia. Ela ajuda a melhorar a autoestima e pode ser aplicada em diversas partes da anatomia humana. Minimamente invasiva, não requerer preparativos e o resultado é praticamente instantâneo.

Muitas regiões do corpo acabam perdendo o tônus muscular com o passar do tempo. A pele fica velha, enrugada e tende a cair. Os implantes utilizados nesta técnica podem ser aplicados com o intuito de disfarçar rugas, melhorar a aparência, dar rigidez à barriga, aumentar o bumbum, corrigir o nariz, aumentar os lábios, ou seja, são muitas as opções oferecidas pelo método.

 

Como é o procedimento

Em um primeiro momento é preciso agendar uma consulta médica para que o profissional avalie os riscos e os objetivos. Caso paciente e médico decidam pelo procedimento, uma data é agendada e um horário é marcado.

A bioplastia pode ser realizada de forma ambulatorial sendo que o paciente está liberado poucas horas após o termino da técnica. Com o paciente bem posicionado aplica-se uma anestesia local. Ele pode até mesmo acompanhar o procedimento acordado. O biomaterial implantado é o polimetilmetacrilato (PMMA) quem já vem sendo utilizado há tempos em ortopedia e em odontologia, por exemplo. A substância é composta de microesferas que permanecem suspensas em um gel para que com isto possam ser injetadas. O gel é composto entre outras coisas por metilcelulose e por água. Após aplicado o implante não sai do lugar, pois como a superfície é polida e não existe carga elétrica, logo ele é envolvido pelo colágeno. Micro cânulas são usadas para a aplicação. Estas evitam dor excessiva, edemas e diminuem o risco de complicações.

 

Quais são as vantagens

Algumas das vantagens da técnica são, por exemplo, a biocompatibilidade do produto e a inexistência de reações alérgicas a ele. Também não é preciso fazer testes de susceptibilidade. Para o procedimento não é necessária uma internação médica e praticamente bioplastianão existe um pós-operatório, o qual pode ser muito complicado dependendo da cirurgia plástica escolhida.

O resultado é imediato, sendo que apenas algumas leves alterações restam até a recuperação completa. O material é moldado na hora da aplicação e esta é rápida e segura. Não são realizados cortes nem pontos. O paciente pode participar do processo, já que a anestesia é local. Caso seja da vontade da pessoa é possível, entretanto, que se administre algum tipo de sedativo. A aplicação não utiliza agulhas, mas sim micro cânulas. O PMMA pode ser colocado em diversas camadas da pele e não é reabsorvido pelo corpo. As taxas de complicações são baixas e o preço é menor quando comparado com outros métodos estéticos.

 

Riscos e efeitos colaterais

A bioplastia não é indicada para pessoas com coagulopatias, enfermidades auto-imunes ou para gestantes.  Acredita-se que o PMMA não causa danos ao organismo quando utilizado em baixa quantidade, entretanto, é muito comum a aplicação em larga escala em uma única pessoa. Os efeitos colaterais nestes casos podem ser adversos e uma série de pesquisadores pede precaução.

Podem ocorrer nódulos e granulomas, hematomas, edemas, eritremas e até mesmo necrose. Ainda não se sabe os efeitos a longo prazo no organismo. Acredita-se, entretanto, que em pequena quantidade o material não é considerado um corpo estranho pelo corpo.

bioplastia-antes_depois

 

O que ocorre após o procedimento

A bioplastia não requer internação, portanto, algum tempo após o procedimento o paciente já está liberado. Caso tenha havido sedação é importante permanecer por um período no centro ambulatorial, ou que algum parente ou amigo dê uma carona.

No mesmo dia já é possível voltar ao trabalho, dependo obviamente da vontade da pessoa e da região que sofreu a aplicação. Apesar do resultado ser imediato, alguns hematomas e edemas podem persistir por em média uma semana. Nestas situações é importante fazer compressas com água fria na região e é indicado até mesmo o uso de anti-inflamatórios.

Como a bioplastia não gera cortes ela não deixa cicatrizes. Após o procedimento o paciente deixa o local apenas com um curativo de esparadrapo para proteger os locais das microperfurações. Esta técnica vem sendo bastante utilizada por muitas pessoas. O PMMA já é usado há um tempo com outras finalidades e tem se mostrado eficaz com esta também. Utilizado com parcimônia o biomaterial não possui tendência de causar danos à saúde, porém a aplicação acima do recomendado pode, por exemplo, comprimir importantes vasos e provocar necrose nas áreas.

Antes de uma decisão como esta é importante conversar com mais de um profissional. Muitas vezes algo que lhe incomode pode ter outra solução. Além disto, é preciso avaliar se vale realmente a pena o risco envolvido. Apesar do pequeno número de complicações, estas não devem nunca ser excluídas. A bioplastia é uma opção, mas não é a única.

TEMOS MAIS ARTIGOS PARA VOCÊ:

11 comentários em “Bioplastia

  1. Por favor gente, quero tirar meu pmma do lábio, estou com medo de futuras complicações, às vezes nem durmo, passem para mim o email e o telefone de um médico que faz isso…
    Injeções de corticóide tiram? Será que vou ficar com cicatrizes? Espero e tiro só se der problema, dá para fazer isso? Ou já retiro? Me ajudem!!!!

  2. Para mim foi bom, fiz mandibula, maçãs, correção da linha do sorriso, sulcos e olheiras, ficou natural, rosto quadrado ficou top, agora as mulheres não me ignoram mais. Gastei 6.300 com cirurgião indicado por outro profissional da área. Olhei no google e ele dá até palestra sobre o assunto nos EUA. Acho que deve-se evitar os menos experientes, eu olhei fotos de antes e depois de rostos parecidos com o meu. Acho harmonizar é o segredo, sou outro homem hj.

  3. ola! eu me submeti a este procedimento a alguns anos atras, depois resolvi retirar o pmma usando corticoide injetavel. observei duas coisas: a pele ficou branca no local onde foi injetado o corticoide e observei tb que a minha pele caiu. Eu sou nova. não tenho rugas. não entendi porque a pele caiu neste caso. Já foi relatado algo parecido ?

    1. olá Andrea! Gostaria de retirar um implante que fiz nar egião da mandibula, e já havia ouvido falar sobre a retirada com injeção de corticóide mas não tinha acreditado. Então é possívelretirar sim?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>