Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Artigos sobre Saúde > Doenças > AZIA – Pirose | Causas, Sintomas e Tratamento

AZIA – Pirose | Causas, Sintomas e Tratamento

Um pouco sobre a queimação

Azia é a sensação de queimação que atinge o peito e pode chegar ao pescoço e garganta.

A queimação acontece após o esôfago ter contato com conteúdo ácido no estômago e a doença também é conhecida como pirose.

A azia pode ser considerada também sintomas de outras doenças como o refluxo gastroesofágico ou irritação no esôfago.

Além da sensação de queimação, a azia provoca salivação e a queimação acontece justamente pelo contato com o ácido gástrico na região estomacal.

Durante a gestação, a azia é muito comum em grávidas e isso acontece pois nas gestantes a digestão demora um pouco mais para acontecer e isso gera mal estar nas futuras mamães.

No dia a dia, cerca de 10% de pessoas adultas sofrem do problema, que acontece geralmente depois das duas primeiras horas após as refeições. Se a pessoa finalizar uma refeição e se deitar em seguida, a azia também pode acontecer.

azia sintomas

 

Como se adquire

A principal causa da azia é má alimentação e também o fato da musculatura que realiza a separação entre estômago e esôfago não funcionar corretamente, e com isso acontece o refluxo do ácido gástrico, que causa a queimação na região estomacal.

  • A ingestão de alguns alimentos favorecem a azia, como chá e café, além de refrigerante, molhos, alimentos apimentados, chocolates e frutas cítricas.

Quem sofre de azia frequente e não realiza tratamento tem mais possibilidades de desenvolver o câncer.

 

Sintomas

Os principais sintomas de quem sofre de azia são queimações que afetam a região do estômago e pode se estender a pescoço e garganta.

Além da queimação, a azia pode causar má digestão dos alimentos ingeridos pelo paciente, refluxo dos alimentos, tosses intensas, arrotos, sensação de peso na região estomacal e dores na região do tórax.

Em pacientes que estão acima do peso, o sintoma de queimação é o mais frequente, pois a gordura diminui o espaço estomacal e com isso o suco gástrico sofre elevações e causa o refluxo dos alimentos, acompanhado da azia.

queimação no estomago

 

Diagnóstico

A confirmação clínica do problema reúne as informações históricas e sintomas que o paciente desenvolve, além de exames específicos que auxiliam na confirmação da doença. Conheça os exames e o que cada processo de avaliação analisa no paciente:

  • Alguns pacientes realizam o raio-X, onde  é possível a visualização da silhueta e contorno estomacal.

 

  • Endoscopia digestiva é outro exame que pode auxiliar na confirmação de quem sofre de azia. Esse exame permite ao medico por meio do tubo com câmera que é inserido no estômago do paciente, que examine aparte interior do esôfago.

 

  • Outro exame que pode ser realizado no paciente é a cintilografia. Para realização desse procedimento, o paciente vai ingerir uma substância radioativa, que não tem efeitos ofensivos ao paciente, e por meio dessa ação, a medicina consegue visualizar uma imagem gerada por meio da radiação. Esse processo também é aliado na investigação e diagnóstico da azia.

Geralmente a medicina também solicita ao paciente que seja feita uma biópsia da mucosa do esôfago, onde é possível identificar sinais de inflamação.

O teste de monitorização do pH do esôfago também pode ser indicado pelo médico para realização e pode ser definitivo para identificar o problema.

O profissional responsável a solicitar exames e investigar os sintomas de azia é o gastroenterologista, mais conhecido pela facilidade de pronuncia, como gastro.

 

Como é feito o tratamento

A principal forma de tratamento do problema é mudar hábitos de vida, principalmente os alimentares.

Ao deitar-se, seja para dormir ou apenas para descansar, eleve o encosto do travesseiro a uma altura de até 20 centímetros, pois isso dificulta que o suco gástrico suba até o esôfago.

azia e pirose Pessoas que sofrem de azia não devem se deitar após as refeições. É importante esperar ao menos um período de três horas e não é aconselhado exagerar nas refeições.

Quem tem azia não deve ingerir bebida alcoólica nem fumar antes de dormir, pois estimulam o refluxo gastresofágico.

É importante que o paciente também evite a ingestão de alimentos ácidos, apimentados e gordurosos, além de não exagerar nas refeições, evitar o excesso na hora de alimentar, não fumar nem beber durante as refeições e não deitar após realizar refeições.

O uso de roupas mais leves, junto com a realização de exercícios físicos com frequência e não permanecer muito tempo sem comer são ações que aliviam os sinais da azia.

Além dessas mudanças no dia a dia, é possível que o médico receite alguns medicamentos, mas a mudança no comportamento é essencial para o sucesso do tratamento, que foca no desaparecimento da azia.

 

Como prevenir

A mudança nos hábitos alimentares e na rotina pode ajudar na prevenção da azia.

Manter o peso ideal e controlar a alimentação é uma das formas mais saudáveis de prevenir a doença.

Realizar atividades físicas e agregar na alimentação diária frutas e legumes são formas preventivas da doença.

Evite o consumo em excesso de refrigerante, frutas ácidas e alimentos gordurosos e apimentados.

Tags: , , , , , , ,

7 Comentários

  1. Carlos Bayma disse:

    Minha opinião sobre refluxo é a seguinte: se ocorrer em jovens, salvo engano, é má alimentação e/ou álcool. Em idosos é por causa da hipocloridria gástrica. Como o pH do estômago não atinge os valores de 1,5 a 2,0, o piloro fica fechado. Então, os alimentos fermentam e entram em putrefação, distendendo a cavidade estomacal e – por fim – vencendo a resistência da pressão de fechamento do esfíncter inferior do esôfago, provoca o refluxo. Como a mucosa do esôfago não suporta conteúdos ácido, mesmo aqueles superiores a pH 2 até 5 ou 6, a dor surge e inflamação se instala. Muito mais fisiológico é aumentar a acidez estomacal, em vez de utilizar pantoprazol, omeprazol, lanzoprasol ou qualquer outra substância dessa linha, que apenas “anestesia” o 1/3 inferior do esôfago. Fisiologicamente é mais adequado aumentar a acidez gástrica com Betaína.

  2. Pãmela disse:

    tenho queimação n garganta a um dia e dor de cabeça o que isso é
    ?

  3. maria lucinda de sousa disse:

    Por favor, Eu peço ajuda pois só em olhar para a comida a minha boca já se enche de salivas e muito, Já estou de um jeito que eu não consigo comer mais nada, O que é isso?

  4. Jose disse:

    Estou um pouco preocupado é frequente ter dores intensas desde o esófago até à garganta, principalmente na zona torácica quer a frente, quer atras. Algumas vezes tenho a sensação que a comida fica na garganta, será azia?

  5. Fernando disse:

    Me disseram “pare de comer arroz” simples, tem 40 dias que não sei o que é um refluxo.

Deixe o seu comentário!