Dominio: saudemedicina.com
Chave: 4f41bbe26cb2150d3399d6abc90ed5833fd644bd
Hora do cache: 1469320217
Vida do cache: 1470544416
Status: 1
Mensagem: Licença válida
Chave do Pedido: f9bc4ed353b966a60e9e5f09397305f5e150c0ad
Chave do Produto: PROKEY
Scroll Top

Astigmatismo | Sintomas… tem cura?

Astigmatismo

Astigmatismo é uma doença que afeta os olhos e acontece por conta da irregularidade da córnea, e com isso o paciente visualiza a imagem em vários focos e com a sensação de distorção e imagem borrada e estremecida.

Quando a córnea é normal, ela é redonda e lisa, mas os pacientes que sofrem de astigmatismo possuem a córnea em formato mais oval, como se fosse uma bola de futebol americano.

As pessoas que sofrem dessa doença enxergam todos os objetos e pessoas, independente de estar perto ou longe, de forma distorcida.

A doença é hereditária e junto com ela o paciente corre o risco de sofrer com miopia e também hipermetropia.

Existem diversos tipos de astigmatismo, e as classes são definidas pela estrutura assimétrica, astigmatismo meridiano e astigmatismo no foco dos meridianos principais. O profissional da oftalmologia, por meio de exames e diagnóstico é quem define qual o tipo de astigmatismo que o paciente sofre.

astigmatismo sintomas tem cura ?

 

Como se adquire

A causa pela qual a doença existe e é hereditária ainda é desconhecida pela medicina, mas o problema acontece por conta da má formação na córnea, que faz com que o paciente tenha os olhos focados em pontos distintos, mas que nenhum deles pode permitir a visão perfeita da pessoa, objeto ou lugar em que o paciente está de frente.

O astigmatismo pode surgir no nascimento e com o passar do tempo pode sofrer alterações. No dia a dia, a simples ação de coçar os olhos pode aumentar as chances do desenvolvimento da doença.

Por ser uma alteração na formação genética e já é considerado um problema hereditário, é essencial o cuidado e atenção nos casos em que já existe o histórico familiar.

Astigmatismo é um problema visual comum entre muitas as pessoas e também pode acontecer após processos cirúrgicos, como a cirurgia de catarata.

 

Sintomas

O principal sinal da doença é o paciente que visualiza os objetos, independente da distância em que estejam, de forma estremecida ou distorcida.

Junto com esse primeiro sintoma, é importante ficar atento a dores de cabeça constante, que acontece pelo esforço que o paciente realiza para enxergar as coisas.

Náuseas, sensação de lacrimejar os olhos e cansaço durante a leitura são outros sinais da doença. Notando essas dificuldades é essencial que o paciente procure um oftalmologista.

astigmatismo

 

Diagnóstico

Assim que o paciente detectar os sinais de astigmatismo deve procurar um médico oftalmologista, que poderá realizar os exames necessários, como o de refração, que ajuda a identificar o problema.

Se a doença afetar crianças ou pessoas que não corresponderem o exame de refração, devem realizar o exame de retinoscopia, que usa a luz para diagnosticar o problema.

 

Como é feito o tratamento

O tratamento do problema normalmente é feito com o uso de óculos que devolvem ao paciente a visão correta dos objetos e pessoas.

Alguns pacientes preferem, muitas vezes por estética, realizar o tratamento por meio do uso de lentes de contato.

Em alguns casos é recomendada a cirurgia refrativa, que vai trabalhar no remolde da córnea. A forma de tratamento é indicada pelo médico oftalmologista, pois vai depender de fatores como o grau e tipo do astigmatismo.

Existe também a opção de tratamento via laser. Vale entender junto com o médico quais são os riscos e benefícios desse tipo de tratamento. Qualquer processo de tratamento, seja cirúrgico, com óculos, lente ou laser deve ser indicado pelo oftalmologista que atende o paciente, pois algumas pessoas se baseiam no tratamento de amigos e familiares, mas não existe tratamento padrão, cada um é realizado de acordo com a situação do paciente.

Como prevenir

O problema é hereditário e acontece pela má formação genética de cada paciente.

Existem alguns alimentos, que se consumidos no dia a dia podem ajudar a retardar o desenvolvimento da doença, confira:

Alimentos que sejam ricos em zino, como lentilhas e queijo ricota são indicados para retardar a doença, assim como outros alimentos e na lista pode incluir camarões, fígado e castanha do Pará.

Na lista das vitaminas, cenoura, batata doce e espinafres são responsáveis pela vitamina A, e na a vitamina E, encontrada nos alimentos como pepino, amendoim e óleo de são alimentos que se incluídos na dieta do dia a dia também podem ajudar a prolongar a saúde da visão e afastar os riscos de sofrer de astigmatismo.

Não ficar muito tempo com a visão no computador, celular e televisão são medidas que contribuem para que a doença não seja rapidamente desenvolvida, pois essas ações cansam a visão e a luz dos aparelhos eletrônicos complicam ainda mais a questão de imagens distorcidas.

Algumas pessoas trabalham com computadores e não tem como evitar esse contato, nessa situação é importante procurar um oftalmologista que poderá indicar ações e cuidados que não colocam em risco a atividade profissional do paciente e consegue cuidar da visão, evitando o desconforto do astigmatismo.

12 Comentários

  1. janete demes disse:

    descobri o astigmatismo desde os meus 18 anos e na mesma época comecei a usar óculos então já faz 37 anos usando e todo esse tempo vou ao oculista duas vezes por ano e sempre aumenta meu grau, há 2 anos atrás meu grau estava 2,75 no direito e 3,00 no esquerdo pra longe e perto tava 2,50 e sempre o medico falava do astigmatismo só que agora fui ao oculista essa semana e ele me disse que não tenho mais esse problema fiquei na dúvida pq ele me passou um grau muito alto para perto do OD ele passou 3,00 para longe e 5,75 para perto e OE 3,25 para longe 6,00 para perto e me disse que não tenho mais o astigmatismo é possivel a gente depois de 37 anos usando óculos sabendo que tem um problema e derrepente fica bom sem tratamento

  2. Edite dos S. Silvs disse:

    Passei meu filho no oftalmo hoje e ele disse que a visão direita ele não vê nada só turvo e o esquerdo ainda está fraco e a unica coisa que o medico passou foi a receita para fazer o óculos e disse que não vai ajudar muito não pois ele teria que estar usando o óculos desde os 7 anos. Quero saber se ele vai perde a visão mesmo como o médico falou ou eu posso procurar outra ajuda para meu filho. Me ajude por favor

  3. Rosy disse:

    Eu tenho 4° de astgmatismo na OE e 3,5° na OD, nossa é muito ruim. Comecei a usar o óculos com 12 anos com 2,5°, ae só veio aumentando. Usei também lentes de contato, mas com todo cuidado que tenho pegou fungos muito rápido. E não gosto nada de usar o óculos, mas agora vou voltar a usar!

  4. Guilherme disse:

    “desconhecido pela medicina” não é possível, nos dias de hoje não ter uma causa conhecida pra isso, a tecnologia está muito avançada para não ter um conhecimente sobre os olhos

  5. iranilza de souza costa disse:

    meu marido teve um avc na visao hoje ver enbacado min ajude

  6. SIDINY RIBEIRO MEDEIROS disse:

    MINHA NETA TEM 4 MESES E ESTA COM ASTIGMATISMO 4 GRAU PEÇO AJUDA E ORIENTAÇÃO PARA PODER AJUDAR NO TRATAMENTO AGRADEÇO DESDE JÁ

  7. Flavia disse:

    Nss obgdo me ajudou mto entender ow astigmatismo

  8. paulo disse:

    Astigmatismo doença? Então quem nasce com problema em uma das pernas por exemplo é doente ou deficiente? A muleta seria o remédio? Algum “remédio” para astigmatismo?

  9. Miguel Silva disse:

    Muito bom tenho elevado astigmatismo, já fiquei mais descansado com esta ajuda.

  10. joselenis disse:

    adorei. tenho astigmatismo.me ajudou a entender meu problema.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.