Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Doenças > ARTROSE | Tratamento, tem cura?

ARTROSE | Tratamento, tem cura?

Artrose

A artrose caracteriza-se como um distúrbio degenerativo das cartilagens. É uma das formas mais frequentes de reumatismo, doença das articulações, músculos, tendões e ligamentos. Neste artigo vamos falar um pouco a respeito da artrose considerando os seguintes tópicos:

 

  • O que é artrose;
  • Como se adquire;
  • Quais são os sintomas;
  • Como é feito o diagnóstico;
  • Como é o tratamento;
  • Como prevenir.

 

O que é artrose?

Também conhecida por osteoartrire, a artrose é uma degeneração não inflamatória das cartilagens. A cartilagem é o tecido que reveste um osso e faz com que o mesmo se articule a outro. Este tecido é rico em proteínas, em células e fibras colágenas e atua como um amortecedor.

É uma doença mais comum de acontecer em pessoas com mais de 30 anos de idade. Os joelhos e a coluna costumam ser os locais mais agredidos, entretanto, o problema pode se desenvolver em qualquer articulação. A artrose possui inúmeras causas e a intensidade e a extensão pode variar bastante.

dores artrose

 

Como se adquire?

Movimentos repetitivos e a idade são os principais fatores de desenvolvimento da artrose. Com o passar dos anos o tecido das articulações vai envelhecendo de forma natural. Este se torna mais rígido, ressecado e gasto. Desta forma, o movimento fica dificultado e doloroso. Movimentos repetitivos ou a prática incorreta de atividades físicas pode agredir bastante o tecido das articulações.

Obesidade também costuma agredir as cartilagens, pois as regiões do quadril e do joelho acabam recebem excesso de peso durante anos. Fatores climáticos, genéticos e endócrinos também são explicações para o surgimento de quadros de artrose. Diabetes e hipotireoidismo, por exemplo, favorecem a complicação.

Os locais mais acometidos são, geralmente, joelhos e coluna. O quadril também é uma área muito afetada, assim como os dedos. Recentes cirurgias e ferimentos diversos também podem acabar deixando indivíduos mais predispostos à artrose.

 

Quais são os sintomas?

artroseEsta é uma doença bastante comum, principalmente em pessoas com mais idade. A partir dos 40, 50 anos, por exemplo, é normal que surjam dores diversas em uma série de articulações. Nas mulheres é algo muito frequente após o início da menopausa.

Algumas artroses podem ser totalmente assintomáticas. A piora costuma ser progressiva com períodos subjetivos de melhora. Na grande maioria dos casos nota-se rigidez nas juntas, dores, deformações nas articulações e dificuldade na realização de movimentos. Em repouso as dores tendem a melhorar. Estas costumam ser mais intensas na parte da manhã. Baixas temperaturas, geralmente, pioraram a situação dos sintomas mencionados acima.

 

Como é feito o diagnóstico?

Através de um exame clínico e da história do paciente o médica levanta suspeitas de um quadro de artrose. Casos anteriores em membros da família, a idade e outros detalhes da vida do paciente podem ajudar muito no diagnóstico. Além disto, uma análise da força muscular e das articulações é de extrema importância para a conclusão do caso. Exames como o de raio-x e o de ressonância magnética podem ser solicitados. Após a certeza do diagnóstico, o tratamento deve ser iniciado o quanto antes.

 

Como é o tratamento?

Este possui, principalmente, a finalidade de reduzir os sintomas. A artrose é uma doença que piora com o tempo e que não possui cura. Entretanto, é possível tomar algumas medidas que retardam a progressão e diminuem os sintomas.

Medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios ajudam a controlar as dores, assim como alguns corticoides. Aplicação de calor local e exercícios físicos sob a supervisão de um fisioterapeuta ajudam a fortalecer a musculatura e a diminuir a dor. Dispositivos como órteses mantém as articulações alinhadas e evitam movimentos indevidos.  Intervenções cirúrgicas podem ser necessárias em alguns casos.

artrose na coluna

 

Como prevenir?

Manter o peso ideal e realizar atividades físicas somente junto a algum especialista ajuda na prevenção da artrose. Movimentos repetitivos devem ser evitados. Fatores genéticos e envelhecimento contribuem para um quadro de artrose, portanto, recomenda-se a ida frequente a médicos e a realização de exames de rotina.

Nunca faça automedicações. O uso indevido de remédios pode gerar sérias complicações de saúde. O corpo também precisa de repouso, portanto, respeite o tempo de reconstituição do seu organismo. Diante de quaisquer sintomas, procure imediatamente um profissional da saúde, somente este saberá indicar corretamente a melhor medida a ser tomada.

TEMOS MAIS ARTIGOS PARA VOCÊ:

21 comentários em “ARTROSE | Tratamento, tem cura?

  1. Tenho 73 anos,pratico volley,dança coreografada,idro ginástica,e agora stad-ap,de uma semana para cá parece que meu joelho se desloca e da uma dor incrivel,Fui ao medico ele faleo atrávez de um raio x,que estou com artrose,e quer fazer una ingeção de valor bem alto no meu joelho,sera realmente este o tratamento?Poderei continuar fazendo exercícios?Por favor me ajude sou muito ativa e naõ pretendo parar.O medico naõ fesw uma resonãncia decara olhando o raio x disse ser artrose.

  2. gostei muito da explicação uma linguagem simples e que todos entendem. gostaria que me ajudassem minha tem artrose ja perdeu o movimento de uma perna , perdeu peso , sofre com dores o tempo inteiro , preciso de ajuda , de um especialista que possa me orientar e que eu possa fazer uma consulta .

  3. Tive a primeira crise em outubro uma dor insuportavel, fui ao pronto socorro do Eisten e fui diagnosticada de artrose no ombro e manguito
    Nao entendi muito bem o que tinha acontecido
    Procurei neste. Site ai tive mais esclarecimentos
    Obrigada

  4. tive uma luxasão no cotovelo a 30 anos hoje gastou e deu artrosi tenho 58 anos estou sofrendo muito com dor no braço todo mus dedos adormeçem me ajude por favor desde ja agradeço

  5. Sinto muito dores no cotovelo e no punho das duas mãos, e ja foi diagnosticado que tem artrose no quadril, pois fiz duas cirurgias no quadril por falta de cartilagem no fermur, pode acontecer que passe para outro membro esta doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>