APENDICITE

Você está em: Saúde, Doenças e Medicina > Doenças > APENDICITE

Apendicite

Apendicite é uma inflamação que ocorre no apêndice devido à obstrução da passagem. É bastante comum de ocorrer e acomete tanto homens quanto mulheres de todas as idades. Neste artigo vamos falar um pouco a respeito da apendicite considerando os seguintes tópicos:

 

  • O que é apendicite;
  • Como se adquire;
  • Quais são os sintomas;
  • Como é feito o diagnóstico;
  • Como é o tratamento;
  • Como prevenir.

 

O que é apendicite?

Apendicite é uma inflamação do apêndice. O apêndice é um órgão bem pequeno que faz parte do sistema digestivo. Ele fica ligado ao começo do intestino grosso, uma região chamada de ceco. Tem o formato de um pequeno tubo com cerca de 1 cm de largura por 10cm de comprimento. Quando ocorre a obstrução da passagem no apêndice, devido, por exemplo, a um pedaço de fezes mais sólido que o normal, este tende a inflamar e as paredes internas a ficarem mais permeáveis. Com isto, a entrada de bactérias fica facilitada. A apendicite ocorre, portanto, devido a esta inflamação no apêndice.

apendicite

Caso o problema não seja tratado a tempo pode levar até mesmo à morte. É algo frequente em pessoas com idade entre 20 e 30 anos. O apêndice já teve suas funções muito estudadas e por tempos foi considerado um órgão que ao longo da evolução perdeu suas funções originais. Hoje, acredita-se, entretanto, que este tenha um papel importante no auxilio do sistema imunológico.

 

Como se adquire?

Não existem fatores que determinem ao certo quais pessoas estão mais predispostas a desenvolver um caso de apendicite. Normalmente, pessoas com péssimos hábitos alimentares tendem a ficarem mais vulneráveis à formação de um bloco duro de fezes e, com isto, gerar uma obstrução no apêndice. Porém, isto também pode ocorrer com indivíduos que possuem uma vida super saudável.

 

Quais são os sintomas?

A falta de apetite é um dos sintomas que mais se destaca em casos de apendicite. Uma estranha dor abdominal do lado direito do corpo humano também tende a aparecer. Esta é bem pontual e localizada. É uma dor contínua que desce para a parte mais baixa do abdômen e vai aumentando em intensidade.

Como o intestino para de funcionar corretamente, devido ao entupimento do apêndice, o sistema digestivo entra em colapso. Quadros de febre, de apatia, de náuseas e de vômitos também costumam aparecer nos pacientes.
Relatos de pacientes da internet

  • “É uma dor insuportável”
  • “Cheguei no hospital e já fui diretamente para a mesa de cirurgia”
  • “Após a cirurgia senti um enjoo”
  • “A cirurgia foi bem rápida e não senti dor alguma”

 

Como é feito o diagnóstico?

O histórico do paciente e um exame clínico geralmente levam a um resultado. O médico analisa os sintomas e examina com mão o abdômen do indivíduo. Alguns exames complementares podem ser pedidos, pois anexites, inflamação do útero e dos ovários, por exemplo, costumam confundir o diagnostico. Através de uma tomografia ou de um exame ultrassom é possível ter a certeza de que se trata de um caso de apendicite. Após o correto diagnóstico, deve-se dar inicio imediato ao tratamento para que não ocorram complicações futuras.

 

Como é o tratamento?

dor abdominal lado direitoO tratamento é normalmente cirúrgico. Através de uma pequena incisão o apêndice é retirado do corpo do indivíduo, isto porque sua ausência não prejudica o correto funcionamento do organismo. Também pode ser realizado um procedimento via laparoscopia. Os resultados costumam ser os mesmos da cirurgia com incisão. Caso o tratamento não seja realizado dentro do tempo adequado podem ocorrer sérias complicações de saúde. Portanto, fique atento ao estado do seu organismo e sempre que algo de errado estiver acontecendo procure por um médico especialista imediatamente.

 

Como prevenir?

Caso surjam dores agudas do lado direito do abdômen ou na parte mais baixa, procure por um médico. Pode ser um caso de apendicite aguda. Mantenha bons hábitos alimentares e coma sempre muitas verduras e muitos legumes. Caso seja necessária a internação no hospital para o perfeito diagnóstico e tratamento do problema, não se recuse a ficar. O estado de sua apendicite pode piorar bastante em poucas horas e uma cirurgia de emergência pode acabar sendo realizada.

Consulte regularmente um médico para a realização de exames de rotina. Evitar bebidas alcoólicas, cafés, alimentos que irritam o sistema digestivo, condimentos e produtos gordurosos é uma outra medida que pode ser tomada para a prevenção de um problema como o descrito acima. Cuide da sua saúde, ela deve vir sempre em primeiro lugar.

Tags: , , , ,

10 Comentários

  1. Avencio Matenga disse:

    Tenho uma dor do lado direito do abdomen (perto do osso) acompanhada por uma outra dor (picada nas ancas). Esta dor aparece mais quando deitado de costas (dor de tipo aquecimento). Nao sei de que se deve tratar.

  2. Janete Fernandes Gomes disse:

    Tenho uma dor do lado direito das virihlas o que pode ser.

  3. Regina Antunes disse:

    Tenho uma dor do lado direito, e até hoje não descobri o que é, já fiz ultrasom, colonoscopia e não diagnosticou nada, e de vez em quando a dor aparece causando um desconforto enorme e acabo ficando dias com aquela dor que não consigo nem andar direito.

  4. helena muniz disse:

    tenho uma dor no lado direito muito forte derepente passa demora depois volta as vezes isso é muito estranho o que sera isso

  5. Elaine disse:

    Tenho uma dor do lado direito do ventre oq sera estou preocupada.

  6. daniele al meida disse:

    eu estou sentino dor nas costa do lado direito e dor no abdomem do lado direito edor na pene direita e no braço direito

  7. ana disse:

    Tenho uma dor do lado direito do abdomen (perto do osso) acompanhada por uma outra dor , umas pontadas mt forte. o q pode ser?
    tenho problemas de intestino pode ser o apêndice?

  8. Elisangela disse:

    tenho uma dor do lado direita tip odo lado da bexiga o que pode ser ?

  9. marcio costa disse:

    faz uma semana q operei a dor e insuportavel mas gracas a deus nao teve complicacoes so repolsar e escutar seu medico

Deixe o seu comentário!